O crescimento com o agronegócio

A profissionalização do canal de distribuição, iniciada há 22 anos, com a criação da Andav, acompanhou o desenvolvimento da agropecuária brasileira. Hoje, presente em mais de 400 municípios de 23 estados, o setor movimenta 60% do setor de proteção de cultivos.

logotipo da andav

Em meio às turbulências resultantes da implantação do Plano Collor, no ano de 1990 foi criada a Associação Nacional dos Distribuidores de Insumos Agrícolas e Veterinários, Andav. Em 18 de outubro próximo, a entidade comemora 23 anos, data em que celebra o Dia Nacional do Distribuidor de Insumos Agrícolas e Veterinários. “A Associação tem participado da conquista de avanços tecnológicos responsáveis pelo aumento da qualidade e da expectativa de vida das sociedades”, afirma Marco Antônio Nasser de Carvalho, presidente do Conselho Diretor da Andav. “Plantas mais sadias e evoluídas, proteção de baixo impacto ambiental e nutrição equilibrada aliada à sustentabilidade do meio ambiente compõem a nossa contribuição para a evolu- ção da vida no planeta”. 

Números da distribuição

A criação da entidade teve como objetivo de incrementar o profissionalismo do setor, de modo a garantir representatividade no relacionamento com produtores rurais, segmentos industriais, governos e stakeholders. “Desde a fundação, temos perseguido o objetivo da profissionalização, um esforço que vem sendo reconhecido por diversos elos do agronegócio”, afirma Henrique Mazotini, presidente executivo da Andav. Com cerca de mil associados, hoje, a associação está presente em mais de 400 municí- pios de 23 estados. O canal de distribuição movimenta, atualmente, 60% do setor de proteção de cultivos. Os associados da Andav apresentaram um faturamento superior a R$ 7 bilhões, em 2011, e empregaram mais de 10 mil funcionários diretos. Segundo dados mais recentes, 60% do setor de distribuição de insumos agrícolas está concentrado nas regiões Sul e Sudeste; 33% no Nordeste e Centro-Oeste; e 7% na região Norte. 

Pioneiros no comando 

O engenheiro agrônomo Luiz Piccinin foi um dos primeiros a arregaçar as mangas para se dedicar à entidade. “Sob a coordenação de Waldir de Jesus, foram mobilizadas os pioneiros na defesa do interesse comum”, conta. As lideranças agropecuárias se sucederam ocupando a presidência da entidade: José Manuel Airoso Casaca (1995/1997), Ana Lúcia Falsarella Testolini (1998/2001), José Pirinoto (2001/2002), Sebastião Donizete Gonçalves (2002/2006), Roberto Motta (2006/2010) e Luiz Antônio Moreira (2010/2011). Em outubro do ano passado, a Andav elegeu o presidente executivo, Henrique Mazotini, e o presidente do conselho diretor, Marco Antônio Nasser de Carvalho. 

Conquistas 

A Andav participa da Câmara Temática de Insumos Agrícolas, CTIA, do Ministério da Agricultura; do Grupo de Trabalho CONFEA/CREA; da Câmara Temática de Seguros, criada para discutir os riscos e garantias no agronegócio; da Câmara Temática de Crédito e Comercialização do Agronegócio, sobre os mecanismos de apoio à comercialização; do Conselho Superior do Agronegócio, da FIESP; de comissões estaduais de agrotóxicos e de conselhos estaduais do Meio Ambiente. A Associação em apoiado os encontros e seminários dos fiscais agropecuários e representa os distribuidores junto a entidades do setor industrial: Andef, Sindan, Sindag e InpEV.

Na defesa dos interesses dos distribuidores, a Andav obteve isenção do pagamento da taxa do CREA e CRMV para pessoas jurí- dicas, e linha de crédito do Banco do Brasil, exclusiva para revendas. Na área de seguros, em parceria com a Garantia Agronegócios, a Andav oferece o programa Tempo de Garantia, com um portfólio de produtos que inclui a segurança da empresa (roubo e incêndio); sucessão empresarial; prestamista; proteção de carteira; seguro agrícola; seguro de receita agrícola; e seguro transporte. 

Próximos Passos 

O 1° Congresso Andav, em 2011, representou um diferencial para a união e capacitação profissional do setor. A segunda edição, no ano passado, avançou as discussões sobre projetos de qualificação e certificação de revendas e Benchmarking. “O Congresso foi uma oportunidade para promover mudanças que nos permitam atender às exigências do mercado em constante crescimento”, afirma Nasser de Carvalho, presidente do Conselho. O número de participantes e a importância dos parceiros que reconheceram, durante o evento, o grande momento do setor asseguraram o seu sucesso. “Estivemos lado a lado, fornecedores e distribuidores, quando debatemos, avaliamos e difundimos novas técnicas de gestão para o comércio sustentável”, diz ele. Em outubro passado, a Universidade Corporativa, UniAndav iniciou as aulas da 5ª turma dos cursos. O número de participantes é expressivo: cerca de 200 profissionais e empresários. Outra iniciativa que tem movimentado os dirigentes e profissionais é o início do Andav MAIS, novo programa desenvolvido para certificar os Distribuidores Agropecuários.“A iniciativa de autorregulamentação confirma o compromisso com o desenvolvimento e a sustentabilidade da distribuição de insumos agrícolas e veterinários em nosso país”, afirma Henrique Mazotini.

Fonte: Revista Defesal Vegetal, maio de 2013, por Ângela Ferreira