O autor e seu contexto

Viena, Frankfurt e Londres foram as etapas que Drucker cumpriu antes de fixar residência nos EUA e transformar o olhar do mundo com seus livros.

Fundador da disciplina do management e “ecologista social”, como preferia ser chamado, Peter Ferdinand Drucker foi pensador prolífico, analista sagaz e educador nato. Nascido em Viena em 1909, concluiu sua etapa de formação acadêmica básica na universidade de Frankfurt, Alemanha, com doutorado em legislação pública e internacional. Depois de trabalhar um tempo em Londres como economista e jornalista, radicou-se em 1937 nos Estados Unidos, onde dois anos mais tarde publicaria seu primeiro livro, The End of Economic Man.

No início de 2006, a revista HSM Management presenteou seus leitores com a edição 54. Considerada uma das melhores edições da revista HSM de todos os tempos, essa edição trouxe 21 páginas de entrevistas e artigos sobre administração que abordaram ninguém menos que PETER DRUCKER, o guru da administração moderna.

Se a administração de marketing tem Philip Kotler como seu pai, Peter Drucker assume a paternidade da administração e alta gerência. Seu primeiro livro foi publicado em 1939.

Para facilitar a navegação pelo conteúdo que a HSM disponibilizou aos seus leitores, nesse site vamos dividir as 21 páginas em 4 artigos.

Abaixo voce confere o artigo O autor e seu contexto

Os outros três artigos podem ser acessados nos links abaixo:

A Agência EVEF confere especial agradecimento aos jornalistas e profissionais da imprensa que permitiram que esses artigos incríveis pudessem ser disponibilizados para leitores no Brasil. Ao final de cada artigo, são exibidos os créditos de seus autores.

Sua carreira docente teve dois momentos- chave. Em 1950 incorporou-se como professor de management à escola de administração de empresas da University of New York e, em 1971, foi designado titular da cátedra de ciências sociais na Claremont Graduate University, da Califórnia, cuja escola de management leva, desde 1987, o nome de Drucker.

Escreveu mais de 30 livros, 15 deles sobre management especificamente, entre os quais se destacam, pela enorme influência que exerceram sobre a formação executiva e a cultura empresarial, The Practice of Management e The Effective Executive. A maior parte dos livros restantes aborda temas econômicos, políticos e sociais, e dois são romances publicados na década de 1980.

Drucker foi colunista habitual do Wall Street Journal entre 1975 e 1995 e colaborador de diversas publicações, incluindo Harvard Business Review, The Atlantic Monthly e The Economist.

Como consultor, assessorou diversas organizações de todo tipo, de empreendimentos até grandes corporações, de entidades do terceiro setor até governos. Em 11 de novembro de 2005, no dia de sua morte, era um dos intelectuais mais respeitados do mundo.

A seguir está a lista dos livros de sua autoria, com base em The Daily Drucker e em pesquisas. Os livros lançados no Brasil que ainda podem ser encontrados com relativa facilidade em livrarias ou sebos têm o título destacado entre parênteses.

1939: The End of Economic Man. 
Analisa as razões do auge do fascismo e propõe o desenvolvimento de instituições sociais, religiosas, econômicas e políticas capazes de prevenir a irrupção do totalitarismo.

1942: The Future of Industrial Man. 
Descreve os requisitos para que uma sociedade legitimada funcione corretamente, no marco de uma teoria geral sobre a sociedade.

1946: Concept of the Corporation. 
Um clássico de Drucker, em que descreve e analisa a estrutura, as políticas e as práticas de uma grande corporação, a General Motors, à qual olha como uma “organização”.

1950: The New Society. 
Uma análise sistemática e organizada da sociedade industrial emergente da Segunda Guerra Mundial: as grandes empresas, os governos, os sindicatos e o lugar do indivíduo no contexto social dessas instituições.

1954: The Practice of Management 
(“A Prática da Administração de Empresas”, ed. Thomson Pioneira). 
O primeiro livro a definir o management como prática e disciplina e que transforma Drucker no fundador da gestão moderna. Apresenta a administração por objetivos como genuína filosofia de gestão e oferece um guia prático para gestores.

1955: America’s Next Twenty Years. 
Uma seleção de artigos de Drucker sobre temas significativos para os Estados Unidos, tais como escassez de trabalho, automação, concentração da riqueza, educação universitária e política.

1957: The Landmarks of Tomorrow. 
Examina o futuro que já se vê, e que se caracteriza pela passagem de um universo cartesiano para um novo universo de padrão, propósito e configuração, e descreve as novas realidades que desafiam o habitante do mundo livre.

1964: Managing for Results
(“Administrando para Obter Resultados”, ed. Thomson Pioneira). 
Neste livro, que complementa The Practice of Management, Drucker explica por que é preciso colocar o foco nas oportunidades mais do que nos problemas, para fazer com que uma organização prospere e cresça.

1967: The Effective Executive 
(“O Gerente Eficaz”, ed. Thomson Pioneira). 
Uma das obras-primas de Drucker, na qual o mestre descreve cinco práticas específicas que conduzem os executivos à eficácia: gerenciar o tempo, ter foco mais na contribuição do que nos problemas, tornar produtivas as próprias forças, estabelecer prioridades (first things first) e tomar decisões eficazes.

1969: The Age of Discontinuity. 
Drucker analisa quatro grandes áreas de descontinuidade: a explosão de novas tecnologias que deram espaço a novas indústrias; a passagem de uma economia internacional para outra mundial; a nova realidade sociopolítica de instituições pluralistas; e o novo universo do trabalho do conhecimento baseado na educação de massa.

1970: Technology, Management and Society. 
Seleção de artigos dedicados a analisar como as forças políticas e sociais afetam o desenvolvimento tecnológico.

Men, Ideas and Politics. 
Seleção de artigos sobre diversos aspectos da sociedade contemporânea, que inclui ensaios sobre Henry Ford e sobre o management no Japão.

1973: Management: Tasks, Responsibilities, Practices. 
Nesta atualização de The Practice of Management, Drucker apresenta ferramentas e técnicas úteis para uma prática gerencial de sucesso.

1976: The Unseen Revolution
(“A Revolução Invisível”, ed. Thomson Pioneira).
Descreve como os investidores institucionais, especialmente os fundos de pensão, tomaram o controle das grandes empresas norte-americanas.

1977: An Introductory View of Management
(“Introdução a Administração”, ed. Thomson Pioneira). 
Parte de duas tarefas básicas da gestão –organização e desempenho– para analisar a produtividade e a realização do profissional, suas funções e habilidades. Projeta as responsabilidades do gestor.

Management Cases 
(“50 Casos Reais de Administração”, ed. Thomson Pioneira).

Managing in Turbulent Times
(“Administração em Tempos Turbulentos”, ed. Thomson Pioneira). 
O futuro imediato dos negócios, a sociedade e a economia. O início de uma nova era econômica com novas tendências, novos mercados, economia globalizada, novas tecnologias e novas instituições.

People and Performance 
(“Fator Humano e Desempenho”, ed. Thomson Pioneira). 
Organiza todo o conhecimento de Drucker sobre administração até então.

1979: Adventures by a Bystander 
(“Reminiscências de Viena ao Novo Mundo”, ed. Thomson Pioneira). 
Ensaios autobiográficos.

1981: Toward the Next Economics. 
Trabalhos que abrangem amplo leque de temas de negócios, management, economia e sociedade, relacionados com o que Drucker denomina “ecologia social”.

1982: The Changing World of the Executive. 
Artigos publicados no Wall Street Journal que exploram, entre outros temas, as mudanças registradas na força de trabalho e o poder dos relacionamentos em uma “sociedade de empregados”.

The Last of All Possible Worlds. Romance.

1984: The Temptation to Do Good. 
(“A Tentação de Fazer o Bem”, ed. Rocco). 
Segunda incursão pelo mundo da literatura.

1985: Innovation and Entrepreneurship 
(“Inovação e Espírito Empreendedor”, ed. Thomson Pioneira). 
Pela primeira vez são apresentados a inovação e o espírito empreendedor como uma disciplina sistemática. O livro está dividido em três partes: prática da inovação, prática do empreendedorismo e estratégias empreendedoras.

1986: The Frontiers of Management 
(“As Fronteiras da Administração”, ed. Thomson Pioneira).
Nesta seleção de 35 artigos, publicados, em sua maioria, no Wall Street Journal, Drucker antecipa as tendências mundiais de negócios que serão delineadas a partir do ano 2000.

1989: The New Realities
(“As Novas Realidades”, ed. Thomson Pioneira).
Drucker descreve a “superestrutura social” do século 21: política e governo, sociedade, economia, organização social e sociedade do conhecimento.

1990: Managing the Non-Profit Organization 
(“Administração de Organizações sem Fins Lucrativos”, ed. Thomson Pioneira). 
Drucker oferece assessoria para quem tem de liderar e gerenciar organizações do terceiro setor.

1992: Managing for the Future
(“Administrando para o Futuro”, ed. Thomson Pioneira). 
Reúne ensaios de Drucker sobre economia, prática de negócios, gestão da mudança e configuração da moderna corporação.

1993: Post-Capitalist Society 
(“Sociedade Pós-Capitalista”, ed. Thomson Pioneira). 
No sistema capitalista, o capital é o recurso crítico, mas numa sociedade do conhecimento o recurso-chave é o saber. Drucker explora as conseqüências para as organizações dessa economia que emerge.

The Ecological Vision. Artigos e ensaios sobre diversos aspectos e temáticas da ecologia social escritos durante um período de mais de 40 anos.

1995: Managing in a Time of Great Change
(“Administrando em Tempos de Grandes Mudanças”, ed. Thomson Pioneira).
Compila trabalhos de Drucker escritos entre 1991 e 1994, publicados na Harvard Business Review e no Wall Street Journal.

Drucker on Asia 
(“Drucker na Ásia”, ed. Thomson Pioneira). 
No contexto de uma longa conversa com Isao Nakauchi, um dos mais importantes empresários japoneses do pós-guerra, Drucker identifica os desafios que enfrentam os mercados e a livre iniciativa, com referências específicas a China e Japão.

1998: Peter Drucker on the Profession of Management
(“A Profissão de Administrador”, ed. Thomson Pioneira). 
Uma seleção dos artigos mais interessantes de Drucker publicados na Harvard Business Review.

1999: Management Challenges for the 21st Century
(“Desafios Gerenciais para o Século 21”, ed. Thomson Pioneira). 
Os novos paradigmas do management e a forma como mudaram e mudarão nossas premissas. As novas realidades da estratégia, a revolução da informação e a produtividade do trabalhador do conhecimento.

2001: The Essential Drucker 
Uma visita a vários de seus trabalhos publicados entre 1954 e 1999, pensada como uma “introdução ao management”, e uma visão geral da contribuição de Drucker para a especialidade.

2002: Managing in the Next Society 
(“A Administração na Próxima Sociedade”, ed. Thomson Pioneira). 
Compilação de artigos, ensaios e entrevistas, nos quais Drucker examina as três grandes tendências que configuram a “sociedade que vem”: declínio da população jovem, declínio da fabricação e transformação da força de trabalho.

2004: The Daily Drucker. 
Cada página representa um dos 366 dias de um ano bissexto e contém uma idéia ou definição de Drucker sobre algum aspecto-chave da prática do management, num percurso inspirador, que sintetiza seu pensamento.

Fonte: Revista HSM Management