orçamento de logotipo(11) 9958-12346

Precisa de um nome fantasia ou desenho de logomarca para a sua empresa? 

Receba as sugestões em seu WhatsApp e em@il:

(11) 9958-12346 - Solicite orçamento sem compromisso


Paisagens para usar de fundo numa imagem de santinho de luto

Abaixo você visualiza algumas imagens que usamos para a criação dos modelos de santinhos de luto.

 

imagem de modelos de santinho luto paisagem

 

imagem de modelos de santinho luto paisagem

 

imagem de modelos de santinho luto paisagem

 

imagem de modelos de santinho luto paisagem

 

imagem de modelos de santinho luto paisagem

 

imagem de modelos de santinho luto paisagem

 

imagem de modelos de santinho luto paisagem

 

imagem de modelos de santinho luto paisagem

 

imagem de modelos de santinho luto paisagem

 

santinho luto falecimento modelo 121 paisagem

 

imagem de modelos de santinho luto paisagem

 

imagem de modelos de santinho luto paisagem

 

imagem de modelos de santinho luto paisagem

 

imagem de modelos de santinho luto paisagem

 

santinho luto falecimento modelo 119 paisagem

 

imagem de modelos de santinho luto paisagem

 

imagem de modelos de santinho luto paisagem

 

santinho luto falecimento modelo 123 paisagem

 

imagem de modelos de santinho luto paisagem

 

Veja também:

Dezenas de frases de homenagens e versículos bíblicos para publicar em santinhos de luto e falecimento

>> Mais 20 imagens de paisagens para aplicar como fundo em santinhos de luto >>

A Agência EVEF trabalha com a criação de modelos de santinhos de luto e falecimento.

Homenagem a Jack Burns

santinho luto falecimento modelo 132 digital

 

Usando a imagem acima, foi criada a imagem do santinho digital virtual de luto e falecimento do jovem ator mirim Jack Burns:

 

santinho luto falecimento modelo virtual digital

 

Detalhes técnicos do desenho do santinho de luto.

Fonte do tipo de letra usada no nome do homenageado: Adine Kimberg

Fonte do tipo de letra usada na mensagem principal: Adine Kimberg

Texto usado na mensagem principal: Código 255

Nessa Terra amei a todos e por todos fui
amado. Mas o meu Senhor Jesus traçou
meu destino e por Ele fui chamado, por isso com
Jesus vou morar. Mas da Terra vou
levar muitas saudades dos que deixei.

 

Sobre o homenageado Jack Burns:

O ator mirim Jack Burns, conhecido por produções da Netflix e da rede de TV britânica BBC, foi encontrado morto na casa dos pais em Greenock, Escócia, no dia 1 de dezembro de 2019 aos 14 anos. A causa da morte não foi esclarecia, mas a polícia local diz não considerar o caso suspeito.

Burns atuou na série Retribution, da Netflix, em 2016, e na produção In Plain Sight, da emissora britânica BBC. Jack era irmão do também ator Rory Burns, de Outlander – alguns jornais chegaram a anunciar que Rory é quem teria sido encontrado sem vida.

Além de ator, o adolescente era também dançarino. Desde 2012, Burns estudava dança na Elite Academy Dance – Academia Real de Ballet Clássico de Greenock, onde ficou por 7 anos. “Jack era uma inspiração para todos na Elite. Ele tocou o coração de todos que tiveram o prazer de trabalhar e dançar com ele. Nós, os membros da família do Jack e seus amigos estamos completamente devastados e sem palavras”, lamentam na publicação, postada na página oficial da escola no Facebook. O comunicado ainda convidou os alunos da escola a comparecerem em seus uniformes ao funeral. 

 


 

Confira aqui outros textos sugeridos para publicar em santinhos de luto e falecimento.

Confira aqui outras imagens de fundo que podem ser aplicadas em modelos de santinhos virtuais digitais.

 


A Agência EVEF trabalha com a criação de modelos de santinhos de luto e falecimento.

Contate-nos via WhatsApp e solicite um orçamento para receber a sua imagem personalizada e arquivo PDF do santinho digital (virtual).

Homenagem a Marília Pêra

santinho luto falecimento modelo 102 digital

 

Usando a imagem acima, foi criada a imagem do santinho digital virtual de luto e falecimento da atriz Marília Pêra:

santinho luto falecimento modelo virtual digital

 

Detalhes técnicos do desenho do santinho de luto.

Fonte do tipo de letra usada no nome da homenageada: Billabong

Fonte do tipo de letra usada na mensagem principal: Franklin Gothic Medium

Texto usado na mensagem principal: Código 293

Alma bondosa e digna de estima, ela despertou em todos que a 
cercavam um carinho que não pode ser esquecido. Sua partida nos
entristece, mas suas lembranças nos consolam. Viverá eternamente na
memória daqueles que a amaram. Senhor acolhe-a em teu reino e daí-
lhe o repouso eterno. Aqueles que amamos nunca morrem, apenas
partem antes que nós.
(Poeta mexicano Juan Crisóstomo Ruiz de Nervo, século 19)

 

Sobre a homenageada

Marília Pêra (1943-2015) foi uma atriz, cantora, produtora e diretora de teatro brasileira.

Marília Marzullo Pêra nasceu no Rio de Janeiro, no dia 22 de janeiro de 1943. Filha dos atores Manuel Pêra e Dinorah Marzullo, ela estreou para o teatro com apenas 19 dias de idade, quando fez um bebê-figurante, em uma peça encenada no Rio.

Marília cresceu frequentando as coxias dos teatros. A partir de 1948, pisou no palco diversas vezes no elenco da companhia de Henriette Morineau.

Em 1962 atuou na peça “Minha Querida Lady”, protagonizada por Bibi Ferreira, quando fez um pequeno papel e participou do grupo de bailarinos.

Em 1963 atuou em “Teu Cabelo Não Nega”, quando interpretou a cantora “Carmen Miranda”.

No final dos anos 60, foi perseguida pelo regime militar por fazer um teatro engajado. Chegou a ser presa durante a apresentação da peça “Roda Viva” (1968) de Chico Buarque.

Marília Pêra era uma atriz completa, interpretava, cantava e dançava. Ao longo de sua carreira encarnou nos palcos cantoras como Dalva de Oliveira, Maria Callas, além de Carmen Miranda.

A lista de papéis no cinema é imensa, foi da prostituta Sueli do Filme “Pixote” (1980), que lhe valeu o “Prêmio Molière” e o ”Prêmio de Melhor Atriz de 1981” da Sociedade Nacional de Críticos de Cinema dos Estados Unidos.

Atuou em “A Lei dos Mais Fracos” (1980), “Anjos da Noite” (1986), “Central do Brasil” (1998), “Vestido de Noiva” (2005), entre outros.

A montagem teatral na qual viveu a estilista francesa Coco Chanel – “mademoiselle Chanel” (2004), Marília foi ovacionada pelo público.

Marília Pêra também foi produtora e dirigiu peças como “A Menina e o Vento” de Maria Clara Machado, “Um Lobo Nada Mau”, “Doce Deleite”, “O Mistério de Irma Vap”, uma comédia que teve Ney Latorraca e Marco Nanini como protagonistas e “Ciúme”, com texto do francês Sacha Guitry.

Foi na televisão que Marília Pêra se tornou conhecida pela maioria dos brasileiros. Em 1965, atuou na novela “A Moreninha”, contracenando com o ator Cláudio Marzo, que fez dela uma mocinha pioneira da TV Globo.

Participou de 29 novelas, entre elas: “Beto Rockfeller” (1968), “Bandeira Dois” (1971), “O Cafona” (1971), “Doce Vampiro” (1972), “Brega e Chique” (1987), “Rainha da Sucata” (1990), “Duas Caras” (2007), “Insensato Coração” (2011) e “Loucos Por Ela” (2012).

A atriz que tinha fama de difícil era capaz de abandonar uma peça por irritação com colegas que não decoravam os textos ou de largar uma produção, como na série “Cinquentinha”, na qual teria julgado seu papel irrelevante.

Família

Marília Pêra tem três filhos – Ricardo Graça Mello, de seu relacionamento com Paulo Graça Mello, e Esperança e Nina Morena, filhas de Nelson Motta, com quem viveu entre 1972 e 1980.

Em 1998, Marília Pêra iniciou seu relacionamento com Bruno Faria, com quem viveu até 2015. Ela faleceu no Rio de Janeiro, no dia 5 de dezembro de 2015.

 


 

Confira aqui outros textos sugeridos para publicar em santinhos de luto e falecimento.

Confira aqui outras imagens de fundo que podem ser aplicadas em modelos de santinhos virtuais digitais.

 


A Agência EVEF trabalha com a criação de modelos de santinhos de luto e falecimento.

Contate-nos via WhatsApp e solicite um orçamento para receber a sua imagem personalizada e arquivo PDF do santinho digital (virtual).

Homenagem a Nikita Waligwa

santinho luto falecimento modelo 131 digital

 

Usando a imagem acima, foi criada a imagem do santinho digital virtual de luto e falecimento da atriz Nikita Waligwa:

santinho luto falecimento modelo virtual digital

 

Detalhes técnicos do desenho do santinho de luto.

Fonte do tipo de letra usada no nome da homenageada: FreeHand 521 BT

Fonte do tipo de letra usada na mensagem principal: Swis 721 Condensed BT

Texto usado na mensagem principal: Código 253

Tiveste uma existência luminosa e breve como
um sopro. Amaste a Jesus, em vida, e em sua
nova existência estarás com Ele eternamente,
pois, tinhas um coração nobre e uma alma
generosa. Tudo nós fizemos para que tua vida
não se extinguisse; mas Deus assim quis, seja
feita Sua Santíssima Vontade. Teu nome
permanecerá em nossas lembranças assim
como o carinho que em nós despertaste.
Misericordioso Jesus daí-lhe o repouso eterno. 

 

Sobre a homenageada

A jovem atriz ugandense Nikita Pearl Waligwa, que participou do filme da Disney “Rainha de Katwe”, morreu após ser diagnosticada com um tumor no cérebro. Ela tinha só 15 anos de idade.

Nikita interpretou Gloria, a amiga da protagonista Phiona Mutesi (Madina Nalwanga) que lhe ensina as regras do xadrez. Baseada numa história real, o filme contava a história de Phiona, garota nascida em uma favela de Uganda que acaba reconhecida como um prodígio no jogo de xadrez. A produção contava ainda com atuação da estrela Lupita Nyong’o (“Nós”), no papel de mãe de Phiona, e David Oyelowo (“Selma”), como seu professor de xadrez.

As crianças do filme foram escolhidas pela diretora de casting e a cineasta Mira Nair num processo de seleção que durou cinco meses e testou quase 700 garotas ugandenses, entre julho e dezembro de 2014.

Os médicos descobriram o tumor ainda em 2016, ano em que “Rainha de Katwe” estreou nos cinemas. Na época, a cineasta Mira Nair pediu ao público para ajudar a cobrir o custo de seu tratamento na Índia. Ela fez o tratamento e em 2017 foi declarada livre daquele câncer, mas pouco tempo depois foi diagnosticada com outro tumor no cérebro.

 


 

Confira aqui outros textos sugeridos para publicar em santinhos de luto e falecimento.

Confira aqui outras imagens de fundo que podem ser aplicadas em modelos de santinhos virtuais digitais.

 


A Agência EVEF trabalha com a criação de modelos de santinhos de luto e falecimento.

Contate-nos via WhatsApp e solicite um orçamento para receber a sua imagem personalizada e arquivo PDF do santinho digital (virtual).

Homenagem a Michael Jackson

santinho luto falecimento modelo 130 digital

 

Usando a imagem acima, foi criada a imagem do santinho digital virtual de luto e falecimento do artista pop Michael Jackson:

santinho luto falecimento modelo virtual digital

 

Detalhes técnicos do desenho do santinho de luto.

Fonte do tipo de letra usada no nome do homenageado: Arizonia

Fonte do tipo de letra usada na mensagem principal: Swis 721 Black Condensed BT

Texto usado na mensagem principal: Código 294

Mas já é hora de irmos: eu para a morte e vocês
para viverem. Mas quem vai para melhor sorte é
segredo, exceto para Deus.
(Sócrates, século 4 a.C na Grécia Antiga)

 

Sobre o homenageado

Michael Jackson (1958-2009), conhecido como o Rei do Pop (apelido dado por Elizabeth Taylor), foi um cantor, compositor e dançarino norte-americano. Ele foi um dos maiores artistas do showbiz mundial.

Michael Jackson nasceu em Indiana, Estados Unidos, no dia 29 de agosto de 1958. Filho de Joseph Walter Jackson (conhecido como Joe) e Katherine Scruse Jackson, Michael era o sétimo de nove irmãos.

O princípio da carreira, The Jackson Five

A família de Michael Jackson era humilde e vivia em uma casa com apenas dois quartos. Joe Jackson trabalhava em uma usina siderúrgica e, como hobby, tocava guitarra e era empresário musical. A mãe, Katherine, também era ligada à música e tocava piano na igreja. O menino prodígio começou a cantar aos cinco anos de idade.

A primeira aparição de Michael na mídia foi em 1964 quando se apresentou com o grupo The Jackson Five (inicialmente o conjunto chamava Jackson Brothers) ao lado dos irmãos Jackie, Tito, Jermaine e Marlon. Como Michael era o caçula, ficou conhecido como Little Michael.

No final dos anos sessenta eles já haviam assinado um contrato com a gravadora Motown Records. Em pouco tempo, com as suas grandes performances, o grupo alcançou o topo das paradas.

Em 1966, Michael Jackson, o mais novo dos irmãos, se tornou o vocalista e dançarino principal do conjunto.

O primeiro grande sucesso veio em 1969 com a música I Want You Back. Depois surgiram os singles All be there (1970) e ABC (1970).

Levados para Los Angeles, os meninos foram transformados em astros mundiais. O grupo gravou 15 álbuns de sucesso.

Em 1970 o irmão Jermaine deixou o grupo para seguir carreira solo, o conjunto então mudou o nome para The Jacksons. Os maiores sucessos dessa época foram: Enjoy yourself (1976), Show you the way to go (1976), Can you fell it (1981) e Blame it on the boogie (1978).

A carreira solo

Ainda integrante do grupo, Michael lançou os compactos de sua autoria Go To Be There (1972), Ben (1972), Music & Me (1973) e Forever Michael (1975), todos com grande destaque na mídia.

Em 1979 se separou do grupo e iniciou a sua carreira solo com o disco Off the Wall, que vendeu cerca de sete milhões de cópias.

Em 1982, lançou o álbum Thriller, que se tornou um sucesso mundial e viria a se tornar o álbum mais vendido da história da música. Os vídeos de divulgação de suas músicas, entre elas, Billie Jean, Beat it e Thriller, exibidos na MTV, foram considerados os melhores clipes de todos os tempos.

Em 1987 o cantor lançou o disco Bad, que vendeu mais de 25 milhões de cópias. Seguindo a tendência de Thriller, Michael investiu pesado na produção e divulgação de clipes. É desse álbum as canções Smooth criminal e Man in the mirror.

No ano a seguir, Michael lançou a sua autobiografia, o livro Moonwalker.

Em 1991, divulgou o álbum Dangerous, que vendeu menos do que estava sendo esperado. Foram 29 milhões de cópias vendidas. O sucesso foi mantido com o videoclipe Black or White (protagonizado por Macaulay Culkin).

Quatro anos mais tarde Michael lançou seu álbum HIStory: Past, Present and Future, Livro 1. Nessa ocasião ele esteve no Brasil, em Salvador (mais precisamente na Bahia), onde gravou o clipe They Don’t Care About Us.

Em 2001, já em declínio em termos de venda, Michael lançou o disco de estúdio Invincible. Seu trabalho a seguir foi o álbum Thriller 25, um disco de aniversário para celebrar os vinte e cinco anos do seu sucesso estrondoso: Thriller.

Em uma tentativa de retomar o sucesso, uma grande turnê estava sendo preparada e, no dia 5 de março de 2009, Michael Jackson anunciou em Londres sua volta aos palcos. O show This is It, teria uma série de 50 apresentações com início marcado para 13 de junho, no O2 Arena, em Londres. Infelizmente Michael faleceu nesse interim.

Seu álbum Michael, lançado no dia 13 de dezembro de 2010, foi um sucesso póstumo que reuniu dez canções inéditas. O disco vendeu três milhões de cópias no primeiro ano.

Em maio de 2014 foi lançado o seu segundo álbum póstumo. Intitulado Xscape, o disco contém oito canções inéditas.

No dia 16 de maio de 1983, em um especial que celebrava os 25 anos da gravadora Motown, depois de uma apresentação ao lado dos irmãos, Michael ficou sozinho no palco para cantar Billie Jean. Foi nessa apresentação que o astro mostrou pela primeira vez um passo de dança em que se deslocou para trás enquanto seus pés pareciam mover-se na direção oposta, produzindo a ilusão de que ele flutuava sobre o palco. Batizado de moonwalk (passo lunar), o movimento logo se tornaria uma das marcas registradas do artista.

As modificações estéticas

O cantor, que levava uma vida excêntrica, fez várias cirurgias que mudaram radicalmente a sua aparência. Michael mudou a sua cor de pele, resultado de uma suposta doença (vitiligo).

Segundo o próprio artista, ele teria realizado duas plásticas no nariz para ajudar a respirar melhor e alcançar notas mais altas.

Neverland

Michael Jackson construiu, em 1988, um parque de diversões em sua propriedade situada na Califórnia. Batizado de Neverland, era para lá que o cantor levava várias crianças amigas. O nome (em português Terra do Nunca) foi dado em homenagem à história do Peter Pan.

O excêntrico parque privado continha cinema, carrosel, montanha-russa, roda-gigante e uma série de brinquedos para entreter Michael e os seus convidados.

Vida pessoal

Em 1994, o Rei do Pop casou-se com Lisa Marie Presley, a filha do Rei do Rock, Elvis Presley, mas dois anos depois já estavam separados.

No dia 13 de novembro de 1996, Michael Jackson se casou com Debbie Rowe, uma enfermeira da clinica do seu dermatologista.

Em 1997, Michael teve seu primeiro filho, Prince Michael Jackson e em 1998 nasceu Paris Michael Katherine Jackson. Em 1999 o casal se separou e, como havia feito um contrato pré nupcial, ficou estabelecido que o cantor ficaria com a guarda das crianças.

Em 2002, nasceu o seu terceiro filho, Prince Michael Jackson II, fruto de inseminação artificial. A mãe da criança foi mantida no anonimato.

A morte

Durante a preparação da turnê This Is It o cantor que, segundo os seus produtores, estava visivelmente ansioso, sofreu uma parada cardíaca em consequência de uma overdose de medicamentos.

O médico que aplicou os medicamentos foi condenado por homicídio culposo e ficou preso por dois anos.

Michael Jackson faleceu em Los Angeles, Califórnia, Estados Unidos, no dia 25 de junho de 2009.

 


 

Confira aqui outros textos sugeridos para publicar em santinhos de luto e falecimento.

Confira aqui outras imagens de fundo que podem ser aplicadas em modelos de santinhos virtuais digitais.

 


A Agência EVEF trabalha com a criação de modelos de santinhos de luto e falecimento.

Contate-nos via WhatsApp e solicite um orçamento para receber a sua imagem personalizada e arquivo PDF do santinho digital (virtual).