orçamento de logotipo(11) 9958-12346

Precisa de um nome fantasia ou desenho de logomarca para a sua empresa? 

Receba as sugestões em seu WhatsApp e em@il:

(11) 9958-12346 - Solicite orçamento sem compromisso


Homenagem ao Mussum

santinho luto falecimento modelo 137 digital

 

Usando a imagem acima, foi criada a imagem do santinho digital virtual de luto e falecimento do Mussum:

 

santinho luto falecimento modelo virtual digital

 

Detalhes técnicos do desenho do santinho de luto.

Fonte do tipo de letra usada no nome da homenageada: Aguafina Script

Fonte do tipo de letra usada na mensagem principal: Swis 721 Black Condensed

Texto usado na mensagem principal: Código 274

O Senhor é o meu Pastor; nada me faltará. Deitar-me faz em
verdes pastos, guia-me mansamente a águas tranqüilas.
Refrigera a minha alma; guia-me pelas veredas da justiça
por amor do seu nome. Ainda que eu andasse pelo vale da
sombra da morte, não temeria mal algum, porque tu estás
comigo; a tua vara e o teu cajado me consolam. Certamente
que a bondade e a misericórdia me seguirão todos os dias da
minha vida; e habitarei na casa do Senhor por longos dias.
(trecho do Salmo 23)

 

Sobre o homenageado

Antônio Carlos Bernardes Gomes, mais conhecido pelo nome artístico Mussum, foi um humorista, ator, músico, cantor e compositor brasileiro.

Na indústria musical, integrou o grupo de samba Os Originais do Samba em meados da década de 1960. Como humorista, fez parte do quarteto Os Trapalhões, tendo sido o 3° mais antigo integrante da trupe, e o segundo a falecer (quatro anos depois do Zacarias).

Frases

Mussum se popularizou por criar palavras terminadas em is – imortalizando termos como “cacildes” e “forevis”. Para satirizar sua condição de negro, dizia “nego é o teu passadis” e “Eu quero morrer pretis se eu estiver mentindo”. Fazia piadas sobre bebidas alcoólicas com frases como “suco de cevadis deixa as pessoas mais interessantis”.

Mussum se dedicou às campanhas sociais a favor dos portadores de deficiência visual, promovendo a doação de córneas em 1981, durante o especial Os Trapalhões - 15 anos, a favor dos desabrigados da seca do Nordeste, de 1983 até 1985 nos especiais SOS Nordeste e também, a favor das crianças e dos adolescentes em todo o Brasil, promovendo o lançamento do show Criança Esperança em 28 de dezembro de 1986, durante o especial 20 Anos Trapalhões - Criança Esperança.

O eterno personagem Trapalhão

Mussum foi considerado por muitos o mais engraçado dos Trapalhões. No programa, popularizou o seu modo particular de falar, acrescentando as terminações "is" ou "évis" e pelo seu inseparável "mé" (que era sua gíria para cachaça). A personagem que vivia no programa Os Trapalhões tinha, como característica principal, o consumo constante de bebidas alcoólicas, em especial a cachaça.

Também criou outras frases hilariantes, que se popularizaram rapidamente, como "eu vou me pirulitazis (pirulitar)", quando fugia de uma situação perigosa, ou "traz mais uma ampola", pedindo cerveja, ou "casa, comida, três milhão por mês, fora o bafo!", passando uma cantada em uma mulher bonita, ou ainda "faz uma pindureta", pedindo fiado.

Mussum constantemente brincava com os outros membros do grupo, inclusive inventando apelidos divertidos (Didi Mocó era chamado de "cardeal" ou "jabá", e Zacarias era chamado de "mineirinho de Sete Lagoas"). Também era alvo de gozações por parte dos demais membros do grupo, recebendo apelidos como "cromado", "azulão", "grande pássaro", "Maizena", "Fumaça" ou "Cabo Fumaça", dentre outros, sempre ficando evidente, entretanto, que as brincadeiras e gozações eram feitas num ambiente de amizade entre os quatro, uma vez que, na maioria dos quadros do programa de tevê, os Trapalhões eram sempre quatro amigos que dividiam uma casa ou apartamento, sendo normal, portanto, que eles constantemente dirigissem gozações e criassem apelidos entre si.

Morte

Mussum faleceu em São Paulo, vítima de complicações ocorridas após o transplante do coração. A escola de samba Mangueira decretou luto e relembrou que o humorista tocava samba com as crianças da Mangueira do Amanhã em dias de folga. 

 


 

Confira aqui outros textos sugeridos para publicar em santinhos de luto e falecimento.

Confira aqui outras imagens de fundo que podem ser aplicadas em modelos de santinhos virtuais digitais.

 


A Agência EVEF trabalha com a criação de modelos de santinhos de luto e falecimento.

Contate-nos via WhatsApp e solicite um orçamento para receber a sua imagem personalizada e arquivo PDF do santinho digital (virtual).