orçamento de logotipo

Solicite um orçamento para receber:

  • Sugestões de nome fantasia 

  • Desenhos de logotipo (ou logomarca)

Fale conosco pelo WhatsApp abaixo:

(11) 9958-12346

A Agência EVEF tem mais de 25 anos de experiência em publicidade e design gráfico.

Corrente: simbologia histórica

corrente simbologia historica blockchain

Símbolo de elos e relações entre o céu e a terra e, de modo geral, entre dois extremos ou dois seres. Platão faz alusão à corrente luminosa que encadeia o universo. Essa corrente dourada teria como objetivo unir o Céu e a Terra.

Um trecho do Górgias menciona "as correntes de ferro e de diamante", que são os encadeamentos lógicos de um discurso ou de uma demonstração. Através dessas correntes, Sócrates uniu a felicidade do homem à prática da justiça: vale dizer, o brilho e a solidez de seu raciocínio. Sua palavra é uma corrente de ferro e diamante.

Segundo Homero, a corrente de ouro que está suspensa à abóbada celeste desce até a terra. Zeus o Tonitruante, tendo reunido os deuses sobre o mais alto cume do Olimpo, intimou-os à submissão total ao seu poder supremo e, a fim de provar que era todo-poderoso, a eles se dirigiu com as seguintes palavras: "Pois bem, deuses, fazei a experiência e sabereis, todos vós! Suspendei, pois, ao céu um cabo de ouro; depois, agarrai-vos a ele, todos vós, deuses e deusas: não conseguireis levar do céu à terra Zeus, o senhor supremo, por mais esforços que façais. Mas se eu, por minha vez, assim o desejasse, puxaria livremente, e seria a terra e o mar ao mesmo tempo que eu arrastaria convosco. E após fazer isso, amarraria a corda a um pico do Olimpo e, sem levar em conta a vossa vontade tudo flutuaria ao sabor dos ventos. Tanto é verdade que eu triunfo sobre os deuses como sobre os homens!".

Esse mesmo tema, retomado por Dionísio Areopagita, é aplicado à prece. A corrente de ouro infinitamente luminosa está presente no alto e embaixo. A fim de melhor fazer-se compreender, Dionísio toma o exemplo de um barco amarrado por uma corda a um rochedo. Quando se puxa a corda, o rochedo não se move, mas o barco avança pouco a pouco em direção a ele.

Na verdade, a aurea catena Homeri haveria de ser uma imagem constantemente retomada e comentada. Não resta dúvida de que o cordáo astral se relaciona à corrente de ouro. Esse cordão astral, também chamado de corda astral, tem por função unir o espírito à psique, ou seja, o nous (ou razão) à alma (animus-anima).

Plutarco, em seu tratado sobre o Daimon (voz interna misteriosa) de Sócrates, faz alusão a ele. A esse respeito, Mircea Eliade observa que tema semelhante foi desenvolvido "pelos neoplatônicos a partir do texto de Platão sobre os homens títeres dos deuses e a corda de ouro da razão".

Prosseguindo em sua pesquisa, Mircea Eliade dirá ainda que uma imagem como essa pode ligar-se à parapsicologia, uma vez que certas pessoas são capazes, segundo os estudos de parapsicólogos, de visualizar e de sentir essa corda ou fio que une o corpo físico ao corpo sutil.
Existem referências, em alguns textos irlandeses, a guerreiros que combatem acorrentados uns aos outros. O simbolismo é o do deus com liames, ógmios (Ogme, em irlandês), que é, por definição, o campeão e o deus da guerra.

Uma corrente atava a língua de Ógmios às orelhas daqueles que o escutavam: isso simboliza o deus da palavra, que prendia seus ouvintes com a corrente de sua eloquência. De um modo geral, a corrente (ou cadeia de elos) é o símbolo dos elos de comunicação, de coordenação, de união, consequentemente, do casamento, da família, da cidade, da nação, de toda coletividade, de toda ação comunitária.

Faz-se a corrente com as próprias mãos. Em um sentido sociopsicológico, a corrente simboliza a necessidade de uma adaptação à vida coletiva e a capacidade de integração ao grupo.

Marca uma fase da evoluçáo ou da involução pessoais, e não há nada de mais difícil, talvez, do ponto de vista psíquico, do que sentir a indispensável ligação social, não mais como uma corrente pesada e imposta do exterior, mas numa forma de adesão espontânea.

 

 simbolo blockchain

Blockchain, a corrente do século XXI que é símbolo de segurança

O nome Blockchain surgiu do encontro da tecnologia com as finanças e ganhou a atenção do mundo há alguns anos. E por ser um assunto novo, complexo e que envolve dinheiro, ele acaba gerando muitas dúvidas, principalmente em relação à segurança de dados e de valores financeiros.

O que é blockchain

O blockchain é um sistema que permite rastrear o envio e recebimento de alguns tipos de informação pela internet e outros tipos de redes de dados. São pedaços de código gerados online que carregam informações conectadas – como blocos de dados que formam uma corrente – daí a origem do nome.

É esse sistema que permite o funcionamento e transação das chamadas criptomoedas, ou moedas digitais, mas não se limita apenas a isso. O blockchain é a tecnologia que possibilitou a criação da bitcoin e de outras criptomoedas, como Ether e Litecoin, mas ela pode ser usada para diversas outras aplicações.

Segurança da tecnologia blockchain

Como a rede não está centralizada em nenhum lugar e possui diversas camadas de segurança, invadi-la ou sequestrá-la é quase impossível.

Quando o sistema reconhece que alguém está tentando invadi-lo, ele quase que imediatamente trava. Quando uma bitcoins ou outra criptomoedas é roubadas, é porque o crime ocorreu no equipamento do usuário que gravava a senha de acesso à sua valet, ou a corretora contratada pelo internauta é que teve essa senha de acesso roubada ou hackeada – mão não na blockchain.

Além das criptomoedas, a blockchain também pode ser usada para validação de documentos – como contratos e troca de ações – transações financeiras, comercialização de músicas, filmes, patentes, rastreamento de remessas e até votos.

Mini dicionário de termos relacionados ao blockchain

AAVE (ETHLend)

AAVE, ou anteriormente ETHLend, é um conhecido projeto financeiro descentralizado ou DeFi, que tem como foco fazer empréstimos com criptomoedas, usando uma interface simples e sob um esquema que revolucionou esse setor.

Algorand

Algorand (ALGO) é um projeto de blockchain de alto nível, idealizado pelo criptógrafo Silvio Micali, focado em processamento de transações de alta velocidade e smart contracts alto nível para as finanças descentralizadas (DeFi).

Algoritmo

Conjunto de regras e etapas a serem seguidas para resolver um problema, seja de cálculo ou outro. Um exemplo matemático seria os passos a seguir para resolver uma regra de três. Em vez disso, um exemplo não matemático seria preparar uma refeição seguindo as etapas de uma receita.

Altcoin

Um altcoin (ou "Alternative Coin"), é o nome pelo qual todas as moedas que não são Bitcoin são geralmente chamadas. A Altcoins nasceu com a firme intenção de diversificar e melhorar o ecossistema criptográfico com opções além do Bitcoin. Vamos conhecer algumas dessas altcoins e como elas enriqueceram o ecossistema criptográfico hoje.

Altura do bloco (Block Height)

A altura do bloco é um número que indica a posição de um bloco específico dentro do blockchain. Como o hash de bloco, esses dados também podem ser usados ​​como um identificador para localizar um bloco específico.

AML (Anti Money Laundering)

Conjunto de leis internacionais aprovadas para mitigar a lavagem de dinheiro por indivíduos ou organizações criminosas.

API

Em inglês Application Programming Interface. É um conjunto de rotinas, protocolos e ferramentas para desenvolver aplicativos de software. As APIs especificam como os componentes de software devem interagir entre si.

API descentralizada (dAPI)

DAPIs são serviços de API descentralizados e nativos de blockchain, desenvolvidos pela combinação de vários nós oracle operados por fornecedores em fontes de dados agregados, sem o uso de terceiros. Para alcançar um sistema descentralizado de ponta a ponta, as dAPIs podem ter um modelo de governança totalmente aberto e direto desde o início.

APR - Taxa Equivalente Anual

Taxa de porcentagem anual (APR) ou taxa anual equivalente (APR) refere-se à taxa de juros que é aplicada a uma operação financeira durante um período de um ano e geralmente inclui juros nominais (TIN) e comissões, despesas, pagamentos e receitas e permite o desempenho de diferentes produtos a serem comparados de forma homogênea. Normalmente não inclui juros compostos.

APY - Rendimento percentual anual

Rendimento percentual anual (APY) ou Rendimento percentual anual é um método para calcular a quantidade de recompensa que é ganha dentro de um esquema DeFi ou CeFi ao longo de um ano. Em outras palavras, é uma técnica para controlar como as recompensas se acumulam ao longo do tempo estipulado por um ano.

Aragão

Aragão (ANT), é um framework ou framework de desenvolvimento focado em facilitar a criação de Organizações Autônomas Descentralizadas (DAO), permitindo sua construção rápida e fácil para qualquer projeto que necessite deste tipo de estrutura.

Arbitragem

Arbitragem se refere ao processo de comprar criptomoedas em uma bolsa por um preço baixo e vendê-las em outra bolsa por um preço mais alto.

Árvore de Merkle (Merkel tree)

Uma árvore Merkle é uma estrutura que relaciona todas as transações em um bloco e as agrupa entre pares para obter um hash que atua como um identificador único (chamado Root Hash) para todas essas transações.

ASIC

Acrônimo em inglês para "Specific Application Integrated Circuit", são equipamentos de informática especializados em cálculos computacionais específicos. Há uma grande variedade de ASICs especializados em mineração de criptomoedas. Eles foram desenvolvidos inicialmente para o algoritmo Bitcoin, mas agora podemos encontrá-los para quase todos os algoritmos existentes.

ASIC Resistant

Protocolo implementado numa criptomoeda, que impede o uso de ASIC para mineração. Ocorre em criptomoedas baseadas na mineração de prova de trabalho (PoW), com o objetivo de evitar a centralização da mineração em poucas mãos e com muito dinheiro.

Asset

É traduzido como ativo. No mundo das criptomoedas, refere-se a um tipo de token que pode representar exclusivamente o que é (físico ou não) e é transferido digitalmente.

Astroturfing

Expressão em inglês usada para descrever comportamento fraudulento para encobrir uma campanha de marketing, spam ou qualquer tipo de promoção. O termo descreve a base do golpe ao criar a aparência de que todo o apoio que o produto ou pessoa promovido recebe surge espontaneamente e é legítimo. Na verdade, tudo é combinado com antecedência. O termo tem suas raízes no replantio de grama em campos de futebol.

Ataque de 51%

Um ataque de 51% é uma tentativa de obter o controle de uma criptomoeda, obtendo 51% ou mais do poder da rede ou das criptomoedas da rede.

Ataque de Vector 76

O Vector Attack 76 é um tipo de ataque de duplo gasto que tira proveito de um pequeno bug no sistema de consenso do Bitcoin para ser executado. Como resultado, o atacante pode capturar fundos maliciosamente e causar perdas às vítimas.

Ataque Eclipse

Um Eclipse Attack é um tipo de ataque que visa isolar e atacar um usuário específico que faz parte da rede blockchain, fazendo com que ele receba informações falsas para manipulá-lo.

Ataque Erebus

O Erebus Attack é um tipo de ataque capaz de afetar a rede de criptomoedas como Bitcoin e derivados, conseguindo alterar o seu funcionamento e até impossibilitando o seu funcionamento normal.

Ataque Replay

Um ataque de repetição é uma das vulnerabilidades mais comuns que afetam os blockchains. Eles geralmente são executados durante a implementação de um hard fork nele, porque é onde são dadas as melhores condições para sua implementação.

Ataque Sybil

Um ataque Sybil se refere a quando um sistema é comprometido por uma entidade que controla duas ou mais identidades diferentes em uma rede.

Atomic Swap (Troca Atómica)

Um Atomic Swap ou Atomic Exchange, é um tipo de troca de criptomoeda em um nível elementar, onde os usuários podem trocar moedas de diferentes blockchains sem qualquer tipo de intermediário.

Formador de mercado automatizado (AMM)

Eles são mecanismos de negociação autônomos que eliminam a necessidade de trocas centralizadas e técnicas de criação de mercado relacionadas por meio de uma fórmula matemática que determina o preço dos ativos. Eles permitem que os ativos digitais sejam negociados automaticamente e sem permissão por meio de fundos de liquidez que são pré-financiados na rede para ambos os ativos do par de negociação. A liquidez é fornecida por outros usuários que também ganham receita passiva de seus depósitos por meio de comissões de negociação com base na porcentagem da carteira de liquidez que eles fornecem. É o protocolo subjacente que alimenta todas as centrais descentralizadas (DEX).

Token Bit2Me (B2M)

Bit2Me Token (B2M) é um token utilitário criado pela Bit2Me com o objetivo de criar uma ferramenta que permita promover o desenvolvimento dos produtos desta empresa, ao mesmo tempo que possibilita um sistema de recompensa aos seus titulares e abre as portas para o desenvolvimento de um ecossistema financeiro descentralizado em torno deste símbolo.

Balancer (BAL)

Balancer (BAL), é uma das grandes ferramentas do ecossistema Ethereum DeFi que está focado na criação automática de mercados, utilizando pools de liquidez e oferecendo capacidade de câmbio descentralizada (DEX).

Baleia (Whale)

É um termo simbólico que descreve uma pessoa ou grupo coordenado entre si que monopoliza grandes quantidades de uma moeda e é capaz de movimentar o mercado (a maré) para aumentar ou diminuir os preços (as ondas).

Símbolo de atenção básica (BAT)

Basic Attention Token (BAT), é um token do tipo ERC-20 que foi projetado com um propósito muito claro: integrar-se ao navegador Brave e ser o pilar para a construção de um sistema de publicidade e recompensas mais respeitoso com a privacidade dos internautas.

BIP

A Proposta de Melhoria do Bitcoin é um procedimento que vem se consolidando como um padrão para a proposição de novas funcionalidades no Bitcoin. Este procedimento foi proposto e descrito no BIP0001 por Amir Taaki em 2011.

bitcoin (minúsculo)

Refere-se à unidade de medida. É a unidade de conta da rede Bitcoin. Um bitcoin é divisível em 100 milhões de partes, satoshis.

Bitcoin (maiúsculo)

Protocolo e rede de pagamentos entre usuários aberto e gratuito, a propriedade não pertence a nenhuma empresa ou governo. É gerido como um livro-razão descentralizado chamado Blockchain através de matemática avançada (criptografia).

Bitcoin Cash

É uma criptomoeda que nasceu em 1º de agosto de 2017, como consequência da mais notória bifurcação da rede Bitcoin até o momento. Foi criado com o objetivo de realizar pagamentos e oferecer uma maior capacidade de transações por segundo, menos comissões e mais agilidade de validação. Seu símbolo mais comum em mercados e locais onde é aceito é o BCH.

Bitcoin Core

Este é o principal pedaço de código e desenvolvimento central que torna possível a operação do Bitcoin em toda a sua glória. Foi projetado para implementar completamente todo o protocolo Bitcoin, servindo como nó completo e full wallet.

Bitcoin Days Destroyed

Esta é uma unidade de medida quase exata que expressa o volume total de transações realizadas por dia. Não incluindo as transações diárias que são feitas apenas para inflacionar esse valor, enviando-as para os seus próprios endereços repetidas vezes.

Bitcoin Evangelist

Denominação dos usuários que se dedicam à difusão do Bitcoin, divulgando o seu funcionamento, vantagens e precauções.

Bitcoin Lead Developer

É a pessoa cujo papel é ser o líder do projeto e servir de ponte entre a visão do projeto e os esforços distribuídos de todos aqueles que apoiam e contribuem com seu talento.

Bitcoin Script

O Bitcoin Script é a linguagem que o Bitcoin usa para desenvolver, desde o envio de fundos para uma carteira até permitir a criação de contas com várias assinaturas.

Bitcoind

Primeiro cliente Bitcoin a implementar um protocolo de comando usando chamadas de procedimento remoto. É licenciado pelo MIT nas versões de 32 e 64 bits para sistemas baseados em Windows, Mac OS X e GNU / Linux.

Blockchain

O blockchain (cadeia de blocos) é um tipo de rede distribuída que permite o desenvolvimento de tecnologias como criptomoedas e o que chamamos de Internet de Valor.

Blockchain permissiva

É uma blockchain privada onde os seus nós devem ser previamente autorizados por uma entidade central. Transações incorporadas ao livro razão, executando um teste de consenso limitado e por participantes confiáveis. É mais fácil de manter e mais rápido que as redes de acesso livre.

Blockchain pública

Ao contrário de um blockchain autorizado, o blockchain público como o Bitcoin é totalmente gratuito e público, qualquer um pode fazer parte dele e ninguém o controla. Eles são resistentes à censura, pois impedem que qualquer entidade central seja capaz de impedir a ocorrência de uma transação.

Blockchain explorer

Site em que pode ver as informações e o status das transações de uma rede pública de blockchain e, portanto, verificar o status de uma transação feita com uma determinada criptomoeda.

Blockstack (STX)

Blockstack é um projeto que visa expandir as funcionalidades do Bitcoin servindo como um protocolo de segunda camada, capaz de melhorar os benefícios desta criptomoeda, oferecendo recursos avançados de contrato inteligente e toda uma infraestrutura projetada para implantar DApps de forma massiva.

Bloom Filter

Os filtros Bloom são uma função de análise de informações. Eles permitem determinar se um dado ou conjunto deles está armazenado em um banco de dados ou conjunto distribuído de dados. Sua principal característica é a extrema eficiência nesta tarefa.

Bloco

Elemento fundamental da blockchain que os mineradores criam e permite vincular as transações feitas numa rede. Os blocos são criados em intervalos de tempo e vinculam novas transações às existentes na blockchain. Podemos afirmar que a blockchain é como um livro de contabilidade digital, cada bloco seria cada uma das páginas desse livro.

Bloco Genesis

O primeiro bloco que foi gerado na rede Bitcoin. Foi extraído por Satoshi Nakamoto em 3 de janeiro de 2009. Por extensão, o primeiro bloco criado na blockchain de criptomoeda é chamado de bloco de genesis.

Bloco órfão

São blocos que foram resolvidos corretamente, mas por diferentes razões, os restantes nós da rede não os aceita por consenso e não faz parte da blockchain.

Bot Trading

Software que emite, edita, cancela e executa pedidos de compra e venda, seguindo uma estratégia que varia dependendo do conjunto de regras introduzidas.

Carteira cerebral

Uma brainwallet é um tipo de carteira criptomoeda em que a frase semente da mesma é criada por nós próprios para facilitar o suporte da referida carteira, em vez de utilizar um algoritmo como normalmente é feito noutros tipos de carteiras.

Bulletproofs

As bulletproofs são um tipo de criptografia projetada para oferecer altos níveis de segurança, anonimato e velocidade.

Cardano (ADA)

Cardano (ADA), é uma criptomoeda e blockchain de terceira geração que foi construída com base em estudos revisados ​​por pares, o que a levou a ser considerada a “primeira blockchain científica do mundo da criptografia”. Seu principal objetivo é ser um blockchain de alta velocidade, escalonável e econômico com recursos avançados para contratos inteligentes.

CBDC

CDBCs ou Moedas Digitais do Banco Central são um tipo de moeda fiduciária digital que procura ganhar espaço no mundo usando o poder de bancos, governos e o enorme impacto que tecnologias como blockchain e Bitcoin conseguiram alcançar com a sua visão de dinheiro digital.

CFD

CFDs ou Contratos por Diferença são instrumentos financeiros que estão a ganhar vida no mercado de criptomoedas e especialmente em Bitcoin.

ChainLink (LINK)

Chainlink (LINK) é um conhecido projeto oráculo descentralizado que é executado no blockchain Ethereum e que se tornou o principal pilar de interconexão entre o mundo real, DApps e o ecossistema DeFi neste blockchain.

CheckSequenceVerify (CSV)

O código de operação CheckSequenceVerify é uma funcionalidade interessante do Bitcoin que abre as portas para scripts avançados que nos permitem fazer pagamentos seguros controlados por valores de tempo programáveis.

CheckSum (Soma de Verificação)

O Checksum é uma função criptográfica simples que nos permite verificar e saber exatamente se um endereço Bitcoin está escrito corretamente. Um utilitário simples que nos permite identificar erros de digitação ou outros. Tudo para evitar a perda de nossos fundos enviando nossos bitcoins para um endereço mal formado.

Child Pays For Parents (Criança pagam pelos pais)

As transações do tipo Chil Pays For Parent (CPFP) são aquelas nas quais uma transação com uma taxa de mineração mais alta é criada, de modo que, quando essa nova transação é enviada à rede, ela força a confirmação de outra transação anterior, ainda não confirmada.

Chave privada (Private Key)

Conjunto de caracteres de qualquer tipo, gerados aleatoriamente e que têm a função de senha única e intransferível. É gerado com base em um algoritmo matemático e sempre acompanhado de outro texto denominado chave pública. Ao contrário da chave pública, a chave privada NUNCA deve ser revelada, fornecida ou perdida.

Chave pública (Public Key)

Identificador pessoal baseado na nossa chave privada que podemos partilhar sem medo com outras pessoas. Em criptomoedas, são usadas ​​para gerar os endereços para os quais outras pessoas poderão enviar criptomoedas.

Cloud Mining

Consiste em alugar energia de mineração para uma criptomoeda a uma empresa que oferece esse serviço pela Internet.

CLTV (CheckLockTimeVerify)

CLTV ou CheckLockTimeVerify é uma funcionalidade de bloqueio de tempo interessante que existe no Bitcoin projetada para permitir que seus scripts executem programações de tempo avançadas em suas transações. Uma função que permite programar scripts avançados ajustados à crescente demanda por funções dentro do Bitcoin.

Coinbase (conceito)

Também chamada de "Transação de Geração", é um tipo especial de transação no protocolo de criptomoeda como o Bitcoin que, ao contrário de uma transação normal, a origem da transação vem "do nada". Ocorre quando um minerador cria um bloco e é o tipo de transação por meio da qual novas criptomoedas entram em circulação.

Coinbase (exchange)

É uma casa de câmbio localizada em San Francisco, Califórnia, que permite a troca de criptomoedas por dinheiro fiduciário e vice-versa.

Maturidade Coinbase

O Coinbase Maturity é um recurso de segurança aplicado às transações coinbase de uma criptomoeda. Sua tarefa é evitar que um mineiro seja capaz de usar as moedas recém-geradas por sua mineração até que uma certa quantidade de confirmações sobre esse novo saldo não sejam cumpridas e, desta forma, evitar alguns riscos de segurança e despesas duplas associadas.

CoinJoin

CoinJoin é um protocolo de mistura de moedas descentralizado e seguro para Bitcoin e criptomoedas compatíveis, que permite aos usuários melhorar os níveis de privacidade e anonimato dos usuários, protegendo suas identidades de ferramentas de análise de blockchain e Big Data.

CoinSwap

CoinSwap é um protocolo descentralizado que permitiria aos usuários de criptomoedas trocar as suas moedas de forma direta e privada. Ou seja, nenhum intermediário de qualquer tipo participa, exceto usuários interessados ​​na troca.

Cold Wallet

Carteira que não está conectada à blockchain, mas cujas moedas estão dentro da blockchain. Pode ser um USB que armazena moedas ou uma folha de papel com um código
QR.

Collectible token (Token colecionável)

São itens colecionáveis ​​dentro da blockchain Ethereum sob o ERC-721, em que cada token se refere a um item exclusivo com um determinado valor. O que mais se tornou popular é o CryptoKitties, mas existem muitos outros.

Colored Coin

As colored coins ou moedas coloridas são uma das tentativas da comunidade e dos desenvolvedores de criptomoedas de expandir a funcionalidade do Bitcoin, permitindo a criação de tokens para representar outras moedas ou ativos de interesse sobre uma blockchain.

Comissão de rede

É a comissão que cada usuário de Bitcoin paga ao fazer uma transação nesta rede e faz parte dos incentivos que os mineiros recebem por seu trabalho para manter a rede ativa e operacional. Cada criptomoeda estabelece o valor mínimo das comissões.

Compact Block

Os Compact Blocks ou Blocos Compactos nada mais são do que uma pequena adaptação à forma como o protocolo pode transmitir as informações dos blocos entre os nós que compõem a rede.

Compound (COMP)

Compound (COMP) é atualmente um dos protocolos DeFi mais marcantes do momento, e tudo isso graças ao seu modelo de funcionamento de liquidez, recompensas e pools de governança.

Consenso

O consenso é que todos os membros da blockchain devem concordar com a validação dos blocos e o seu conteúdo.

Cosmos (ATOM)

Cosmos (ATOM), é um projeto interessante que visa construir um sistema de interoperabilidade de blockchain, descentralizado, rápido, seguro e barato, para expandir as capacidades desta tecnologia.

CPU

Conhecida como CPU, a Unidade Central de Processamento é o cérebro dos computadores e a peça responsável por realizar os complexos cálculos necessários ao funcionamento de toda a tecnologia informática.

Criptoeuro (EUROChain)

O criptoeuro ou EUROChain, é um projeto que visa transformar o euro atual numa moeda digital de banco central (CBDC), para transformá-lo em moeda do século XXI.

Criptografia

A criptografia é uma técnica usada para proteger os dados e impedir que terceiros não autorizados acedam a informações valiosas, alterando-as para o seu próprio benefício ou em detrimento de outros.

Criptografia assimétrica

Também chamada de criptografia de chave pública, é usada para enviar mensagens com base na chave pública e na chave privada. Ambas participam na criptografia das informações transferidas, bem como na verificação de que as informações originais não foram alteradas.

Criptografia simétrica

Denominada chave secreta ou criptografia de chave, usada para criptografar e descriptografar a mensagem no remetente e no destinatário, que concordaram com a chave a ser usada para criptografar a mensagem enviada pelo remetente e descriptografar pelo destinatário.

Cryptojacking

É uma forma generalizada de mineração ilegal de criptomoedas. Neste tipo de ataque, é a vítima que faz mineração das criptomoedas para o atacante, sem que o último peça permissão.

Criptomoedas

É um tipo de token criptográfico baseado na tecnologia blockchain que atua como um ativo monetário, pois permite a transferência e reserva de valor.

Cross-chain Swaps

Cross-chain Swaps ou Inter-Chain Exchanges são um tipo de troca P2P que nos permite transformar com segurança as nossas criptomoedas ou outras, sem intermediários de qualquer tipo.

CryptoNight

O algoritmo de mineração CryptoNight é um algoritmo considerado especialmente eficiente para CPU e resistente a ASIC. Isto com o objetivo de permitir uma maior descentralização da mineração das criptomoedas que a aplicam, mas também, permitir que as referidas criptomoedas ofereçam opções avançadas de privacidade e anonimato.

Cryptowars

As CryptoWars ou Crypto Wars fazem menção a uma série de eventos realizados por diferentes governos, mas especialmente o governo dos Estados Unidos para controlar a tecnologia criptográfica e em geral, violando nosso direito à privacidade.

Cyphernomicon

Um dos manifestos mais importantes do cypherpunk é o Cyphernomicon, um documento onde se refletem preocupações, ideias, recomendações e muito do pensamento cultural desse movimento.

Cypherpunk

Surge da mistura de 'cipher' e 'cyberpunk'. É o termo usado para dar nome aos ativistas que promovem o uso de criptografia e tecnologias que garantem a privacidade do indivíduo na troca de informações e valor através dos meios digitais. Esta denominação foi formalmente estabelecida e disseminada a partir de 1992 por Timothy May e John Gilmore, entre outros. As ideias, motivações e propostas da cultura cypherpunk estão condensadas desde 1994 num documento intitulado 'Cyphernomicon'.

DAG (Gráfico Acíclico Direcionado)

Os DAGs ou Acyclic Directed Graphs são uma construção matemática e computacional que permitiria a criação de sistemas e redes distribuídos com muitas semelhanças funcionais com os oferecidos pela tecnologia blockchain.

DAI

A criptomoeda DAI (DAI) é um token ERC-20 que foi projetado para funcionar como uma stablecoin ou moeda estável cujo valor é indexado ao dólar. Esta moeda é emitida de forma descentralizada graças à colateralização de garantias que servem para garantir a sua emissão a todo o tempo.

DAICO

Evolução de uma IOC. O investimento é totalmente levantado na fase da ICO, mas os fundos são libertados à medida que o desenvolvimento avança, os marcos estabelecidos são alcançados ou é necessário financiamento comprovado. A DAICO foi criada para que os investidores tenham controlo da liquidez.

DAO

A tradução para português é Organização Autónoma Independente. São sistemas descentralizados de código aberto que não precisam de um operador ou controlador humano. Podem funcionar independentemente dos seus desenvolvedores e de terceiros, uma vez que os requisitos previamente acordados sejam atendidos e refletidos num contrato inteligente.

DAPP

São aplicativos descentralizados que são executados de forma autónoma, armazenando os dados dentro da blockchain e que operam de acordo com os parâmetros estabelecidos.

DCEP (Yuan Digital)

O DCEP é o maior projeto de moeda digital de banco central ou CBDC do mundo, e faz parte dos planos da China de expandir a sua influência económica, comercial e política em todo o mundo.

Decentraland (MANA)

Decentraland (MANA) é uma plataforma de blockchain e metaverso, que permite adquirir terrenos virtuais e participar de uma comunidade virtual única, que busca criar uma experiência virtual única.

DeFi (Decentralized Finance)

DeFi é um ecossistema de contratos inteligentes e aplicativos descentralizados que visam construir uma série de serviços financeiros suportados na tecnologia blockchain, permitindo que sejam completamente descentralizados, seguros e com alcance global.

Deflação

Processo da economia em que o custo dos produtos diminui, aumentando o valor do dinheiro fiduciário. Também gera uma reserva de dinheiro fiduciário para adquirir produtos pelo menor preço possível.

Descentralização

Elemento fundamental numa criptomoeda e uma das propriedades básicas. Baseia-se no facto de que são os usuários e não as empresas, estados ou outras organizações centralizadas que validam as operações e determinam o valor de uma moeda.

Descentralizado

Termo usado para indicar que, por trás de uma criptomoeda e sua rede blockchain, não há empresa privada, organismo, código de terceiros ou Estado que a regule, controle ou manipule.

DEX - Troca Descentralizada

É um mercado ponto a ponto (P2P) que conecta compradores e vendedores de criptomoedas sem a necessidade de custódia, o que significa que o usuário mantém o controle de suas chaves privadas ao fazer transações na plataforma DEX. Na ausência de uma autoridade central, os DEXs empregam contratos inteligentes que se executam sob condições definidas e registram cada transação no blockchain.

Dificuldade

É o valor que indica o grau de complexidade do problema ou enigma a ser resolvido numa rede blockchain de Prova de Trabalho. É variável e o seu valor depende da potência da rede e do minerador. Ajusta automaticamente com base no status da rede.

Direção / Endereço Bitcoin

É um identificador de 27 a 34 caracteres alfanuméricos e que geralmente começa com 1 ou 3. São gerados de forma simples por um tipo de programa denominado carteira ou porta-moedas. Bitcoin é um sistema baseado em criptografia assimétrica, portanto, quando um endereço Bitcoin é gerado, você gera duas chaves: pública e privada. Um endereço Bitcoin é simplesmente a chave pública, aquela que você usa para receber o dinheiro e exibir como seu “número de conta” Bitcoin.

Direção / Endereço de Câmbio Bitcoin

São endereços implementados nas carteiras Bitcoin que permitem devolver 'o troco' ao usuário. Este câmbio é semelhante à que recebemos quando vamos comprar e nos devolvem a diferença entre o valor dado e o valor cobrado pela loja.

Direção / Endereço multi-assinaturas

Endereços com multi-assinaturas são endereços de Bitcoin que, ao invés dos endereços padrão de Bitcoin, podem ser geridos por várias pessoas ao mesmo tempo.

Discrete Log Contracts (DLC)

Os Discrete Log Contracts ou DLC, são uma proposta para fazer com que o Bitcoin tenha uma implementação de contrato inteligente que permite a criação de oráculos de blockchain simples de implementar, seguros e fáceis de usar.

DLT (Distributed Ledger Technology)

Distributed Ledger Technology é um termo que abrange toda a categoria de redes descentralizadas ou sistemas de consenso distribuídos existentes. A categoria de 'redes DLT' partilha a característica de que não precisam de um banco de dados central ou de uma entidade central para tomada de decisão. O primeiro DLT funcional e operacional foi a rede de blockchain do Bitcoin, que funciona sem parar desde 2009.

DNS (Domain Name System)

A sigla DNS é a sigla de Domain Name System (Sistema de Nomes de Domínio). Este sistema de nomenclatura hierárquica para redes, além de ser distribuído, atua como um tradutor dos nomes de domínio.

Duplos Gastos

Operação fraudulenta de dinheiro de natureza digital baseada no uso das mesmas moedas duas vezes para comprar ou pagar por algo. Este tipo de falsificação é um dos principais problemas que o Bitcoin resolve.

DoS

Os ataques de DoS são um tipo de ataque informático usado por criminosos cibernéticos para desativar temporariamente sistemas e serviços informáticos, impedindo o acesso aos mesmos por usuários legítimos do referido sistema.

DPoS

É um protocolo de consenso projetado para blockchains altamente escaláveis. Este algoritmo foi criado por Daniel Larimer em 2014.

Dump (lixeira)

Dump é um esquema de manipulação de preços em que o preço de um ativo consegue cair.

Dusting Attack (Ataque de Poeira)

É um dos ataques maliciosos mais usados ​​na blockchain para quebrar a privacidade dos usuários de criptomoedas.

ECDSA (Elliptic Curve Digital Secure Algorithm)

ECDSA significa Elliptic Curve Digital Signature Algorithm. Este sistema é usado para criar uma assinatura digital que permite a verificação de terceiros sem comprometer a segurança.

EdDSA (Edwards-curve Digital Signature Algorithm)

O esquema de assinatura criptográfica EdDSA é um dos sistemas de assinatura digital criptográfica mais seguros do momento e cuja evolução não para. Atualmente a EdDSA está demonstrando claramente o que promete, segurança, eficiência e rapidez.

Emissão

É a velocidade com que as novas moedas são criadas e libertadas na rede de uma criptomoeda. Também conhecida como Curva de Emissão, Taxa de Emissão ou Plano de Emissão.

EOS

EOS é uma plataforma de blockchain desenhada com um objetivo muito simples: ser uma blockchain com capacidade comercial. Isso significa que é capaz de despoletar aplicativos descentralizados (DApps), sendo altamente escalonável e atendendo milhões de usuários simultâneos.

EOSREX

O EOSREX foi criado com o objetivo de criar um mercado dinâmico e descentralizado no qual os usuários pudessem vender recursos como CPU, rede ou memória dentro do EOS, permitindo assim que as pessoas utilizem seus recursos e ganhem dinheiro com eles.

Equihash

Equihash, é um algoritmo de mineração de criptomoedas que usa o conhecido "Problema do Aniversário" para indicar uma prova de trabalho suficientemente complexa para garantir a segurança da rede que implementa este algoritmo. É usado em criptomoedas como Zcash (ZEC) e derivados.

Equilíbrio

Equilibrium é um projeto de finanças descentralizadas (DeFi) interessante criado no blockchain EOS, com o objetivo de criar um sistema DeFi e DEX cross-chain de alta velocidade, baixo custo e facilmente acessível.

Escassez digital

A escassez digital é um novo conceito que aborda a limitação de recursos em formato digital. Está intimamente relacionado à tecnologia blockchain e à manutenção de seu sistema econômico descentralizado.

Escrow

São contratos de depósito em garantia em que o dinheiro está na fase de reserva mediante terceiros que garantem a conformidade das partes envolvidas.

Escola austríaca

A Escola Austríaca é uma das mais importantes correntes de pensamento econômico do mundo, e cujos princípios podemos ver em muitas das facetas econômicas do mundo das criptomoedas.

ETF

Um ETF é uma ferramenta financeira que facilita a adoção de valores mobiliários em diferentes mercados para que possam ser administrados por investidores e empresas de forma mais confortável, possuindo também forte proteção e regulação.

Ethereum

Uma rede de código aberto baseada na tecnologia blockchain cuja proposta é o desenvolvimento de aplicativos descentralizados com a intenção de evitar censura, tentativas de fraude ou interferência de terceiros. Ao mesmo tempo, é o nome dado à criptomoeda que suporta a rede.

Exchange

Casa de câmbio digital que permite trocar dinheiro fiduciário por criptomoedas e/ou criptomoedas entre si.

Exchange Centralizada (CEX)

Casa de câmbio digital centralizada que permite o depósito de fundos numa conta ou carteira dentro da exchange e é a própria plataforma que realiza a troca por nós, de acordo com os parâmetros de dados.

Exchange descentralizada (DEX)

Casa de câmbio digital descentralizada com base em blockchain e código aberto. Ninguém está no controle de um DEX, são os compradores e vendedores que negociam usando um aplicativo de troca ponto a ponto.

Exchange híbridas (Hybrid Crypto Exchange ou HEX)

Casa de câmbio digital híbrida que oferece as funcionalidades e liquidez das plataformas CEX, bem como a confidencialidade e segurança das plataformas DEX. Estes sistemas ainda estão em desenvolvimento.

Falha bizantina

É uma condição de um sistema computacional, concretamente sistemas informáticos distribuídos. Esta condição ocorre quando um ou mais componentes falham e não há informações precisas sobre se um componente falhou ou se as informações do sistema estão corretas.

Faucet

São sites que fornecem uma pequena fração de uma criptomoeda para realizar uma ação simples (por exemplo, preencher um captcha). Foram criados para promover o Bitcoin e para que qualquer pessoa possa aceder a essa criptomoeda e fazê-la circular. Hoje, existem faucets de quase todas as criptomoedas no mercado.

Fee

Comissão cobrada quando qualquer transação é feita dentro de uma blockchain.

Fiat (dinheiro fiduciário)

Dinheiro fiduciário de uso corrente. É o papel-moeda emitido pelos diferentes países e seus respectivos bancos centrais. Exemplos: Euro, Dólar, Yuan, Rublo, Libra, Real, Peso etc.

Assinaturas estritas DER

As assinaturas estritas DER (Distinguished Encoding Rules ou Regras de Codificação Distintas), são um tipo de codificação que é usado para garantir a adequação de uma assinatura digital em qualquer ambiente, e são usadas em Bitcoin e criptomoedas para garantir a validade das assinaturas digitais.

Flipping

Estratégia de investimento onde um ativo é comprado para revendê-lo a um preço superior em um curto período de tempo. Pode ser entendido tanto no contexto do investimento intradiário quanto no investimento em ICOs antes de serem colocados à venda nos mercados.

FLUXO

Flow (FLOW) é um projeto de blockchain e token focado em oferecer alta velocidade operacional e recursos de contrato inteligente avançados especialmente projetados para o mundo de DApps, jogos e o mundo DeFi.

Fork (bifurcação de cadeias)

Os "garfos ” ou divisões das cadeias, geram uma versão alternativa do blockchain em que acontecem. Desta forma, existem dois blockchains que coexistem simultaneamente. Um exemplo deles são Bitcoin e Bitcoin Cash. Existem dois tipos de garfo: Garfo duro e Garfo Macio.

Fork (bifurcação de software)

Um fork num projeto de software ocorre quando os desenvolvedores tomam o código-fonte de um projeto existente e modificam-o para criar um novo projeto. Um exemplo é o Litecoin, que nasceu do código fonte do Bitcoin.

FPGA

Estes são pequenos dispositivos semicondutores que podem ser programados para executar ações muito específicas de forma rápida e eficiente.

FUD

Acrônimo de "Fear, Uncertainty and Doubt". Em português: Medo, Incerteza e Dúvida. Termo para definir o estado de espírito das pessoas num mercado diante de uma possível queda nos preços dos ativos, devido a evidências objetivas ou rumores e notícias negativas.

Fudster

Pessoa que promove o FUD.

Full node (Nó completo)

São todos os nós que verificam completamente todas as regras de uma criptomoeda. No Bitcoin, o software para nós completos é chamado de Bitcoin Core.

Full wallet (Carteira completa)

São as carteiras base dos projetos de criptomoeda, implementando não apenas um nó completo, mas também todas as suas funcionalidades.

Futuros de Bitcoin

Futuros de Bitcoin são contratos que se comprometem a comprar ou vender no futuro uma certa quantidade de bitcoin a um preço já estipulado pelas partes com antecedência.

GitHub

O maior repositório gratuito e de código aberto do mundo. É aqui que o código Bitcoin e todas as contribuições feitas estão localizados. Aqui, desenvolvedores e pesquisadores publicam o seu software ou código para que todos tenham acesso e possam modificá-lo ou usá-lo nos seus sistemas.

Gossip Protocol

O protocolo Gossip é um protocolo que permite o projeto de sistemas de comunicação distribuídos altamente eficientes, seguros e de baixa latência.

GPU

As GPUs são uma unidade de processamento especial projetada para executar cálculos complexos para gráficos de computador de forma rápida e eficiente. Embora no mundo criptográfico, são usados ​​para realizar trabalhos de mineração de criptomoedas.

Gráfico de velas

É uma forma de representação gráfica usada para exibir os preços históricos de um ativo dentro de um mercado, permitindo ao usuário obter uma grande quantidade de informações valiosas de forma rápida e fácil.

Halving

Evento que serve para reduzir pela metade a recompensa dos mineiros que operam na rede blockchain. Cada criptomoeda estabelece, a cada poucos blocos esse ajuste automático é feito. Em Bitcoin, é a cada 210.000 blocos minerados.

Hard fork

Bifurcação forçada de uma blockchain, que geralmente se dá quando uma grande mudança no código de software de uma rede é implementada e a nova versão não reconhece os blocos da outra.

Hash

Tecnicamente, um hash é um código de saída (exclusivo e alfanumérico) que obtemos da aplicação de um algoritmo (função hash) numa sequência de entrada (texto sem formatação, imagem, vídeo), que nos permite saber se a sequência original foi alterada.

Hash Rate

É a velocidade com a qual um processador gera valores de hash por um período de tempo. A unidade de medida usual é hashes / segundo (h/s).

HashCash

O HashCash foi uma solução projetada para combater spam, através de uma prova de trabalho que permitia verificar se um determinado email não era spam.

HashGraph

Hashgraph é uma tecnologia de protocolo de consenso e DLT interessante que procura competir com a tecnologia blockchain, oferecendo segurança e alto desempenho, sem abrir mão da descentralização. Sobre ela todo um ecossistema é construído, incluindo criptomoedas, smart contracts e muito mais.

Hot Wallet

Carteira sempre conectada à blockchain. As moedas armazenadas podem ser trocadas rapidamente com outros membros da rede ou usadas para negociar.

HTLC

HTLC ou Hash Time Locked Contract são um tipo de contrato inteligente ou contrato inteligente usado para criar canais de pagamento em Bitcoin e outras criptomoedas compatíveis.

Hybrid PoS/PoW

São redes de blockchain que combinam Prova de trabalho e Prova de Participação para obter consenso online. Estas redes procuram paridade entre mineiros e proprietários ou eleitores, através de um sistema de gestão comunitário em que ambos participam.

ICO

Traduzido para português como uma oferta inicial de moeda, é assim que a criação de um token é chamada como um meio de financiar um projeto baseado na rede blockchain na sua fase de desenvolvimento.

Identidade Soberana

É uma forma de identidade digital na qual o usuário tem controlo total dos seus dados. Além de permitir que você faça a gestão de quem pode acedê-los e em que termos.

IEO (oferta de troca inicial)

Os IEOs ou Ofertas de Troca Iniciais são ferramentas que buscam ser um substituto mais seguro para os conhecidos ICOs e, assim, fornecer uma porta que abre caminho para o financiamento de projetos em tecnologia blockchain e DLT no mundo.

Inflação

Processo da economia em que o custo dos produtos aumenta, diminuindo o valor do dinheiro fiduciário, fazendo com que as pessoas gastem apenas em produtos básicos. Inflação também é entendida como a perda do poder de compra de uma moeda.

Input (Entrada)

Numa transação de bitcoin ou criptomoeda, cada input ou entrada refere-se aos endereços nos quais as criptomoedas são recebidas. Ou seja, as direções a partir das quais as moedas 'entram'.

InstantSend (Dash)

O Dash InstantSend é uma opção que permite fazer pagamentos instantâneos e com baixas comissões.

Juros compostos

É o juro obtido pelo montante do principal (o dinheiro contribuído para uma conta) adicionado aos juros que venceram durante um determinado período de tempo. Os juros compostos permitem que você crie dinheiro ao longo do tempo, tornando-os um poderoso instrumento de investimento. Difere dos juros simples por se referir ao retorno gerado apenas pelo depósito principal.

IOTA

IOTA (IOTA) um projeto de rede e criptomoeda baseado na tecnologia DAG e que pretende ser a ponte que une todos os dispositivos IoT do mundo numa rede de alta velocidade, escalável e segura.

IPFS (sistema de arquivos interplanetário)

IPFS ou InterPlanetary File System, é um sistema de arquivos descentralizado que visa garantir a segurança, privacidade e resistência à censura de seus dados.

KYC (Know Your Customer)

A sua tradução literal é: 'Conheça o seu cliente'. Processo pelo qual uma entidade ou empresa que realiza um negócio ou transação deve-se identificar com o outro ator com quem realiza a operação. A ideia é verificar a legitimidade e a existência do cliente.

kWU (unidades de peso em milhares)

Unidade de peso usada para comparar o tamanho das diferentes transações de Bitcoin entre si em proporção ao limite máximo do tamanho do bloco dado pelo consenso. Unidades de peso também são usadas no lugar de bytes, então você obtém um desconto se tentar encaixar mais dados de transações em um espaço separado em vez do bloco real (que ainda tem 1 MB). Esta é a razão pela qual, por exemplo, enviar de uma carteira que suporte SegWit é muito mais barato do que enviar de uma que não o
suporte.

Lambo

Termo utilizado para obter grandes benefícios com uma criptomoeda ou ficar rico com ela. Refere-se à compra de um Lamborghini com os benefícios obtidos.

Ledger

A sua tradução é Livro Razão e consiste num registo de contabilidade de todas as transações num arquivo ou banco de dados desde o início do dinheiro e do comércio. As redes de blockchain de criptomoeda têm a capacidade de criar livros razão digitais distribuídos. Existem diferentes tipos de ledger na era digital.

Licença MIT

Uma licença gratuita que permite a qualquer pessoa obter uma cópia deste software e dos arquivos de documentação associados. Permite tratar o software sem restrições, incluindo direitos de uso.

Lightning Network

Sistema descentralizado de micropagamentos que gera um canal para transações, que visa agilizar as transações e reduzir as comissões. Ele está em fase de desenvolvimento e pode ser implementado no blockchain de qualquer criptomoeda.

Liquidez

A liquidez é uma característica dos mercados que nos permite reconhecer se é possível comprar ou vender um ativo de forma rápida e harmoniosa nesse mercado.

Liquidity Mining

Mineração de liquidez ou mineração de liquidez, é uma característica e estratégia que visa incentivar a injeção de liquidez no protocolo em troca da distribuição de uma série de tokens entre os usuários que dão acesso à governança do projeto e que também podem ser trocados por melhores recompensas ou para outras criptomoedas.

Lightweight wallets

São carteiras para Bitcoin ou outras criptomoedas instaladas no nosso equipamento, que ocupam menos espaço no nosso disco rígido e permitem uma sincronização mais rápida, pois não é necessário baixar as informações completas da blockchain para usá-las corretamente.

Mainnet

É a principal rede Bitcoin, onde as transações desta criptomoeda são registadas e ocorrem. Os bitcoins na rede principal são aqueles que têm valor real.

Maker

Um maker é aquele que cria um pedido numa exchange e especifica as condições que considera convenientes, como preços, quantidade do valor para vender ou comprar, forma de pagamento, entre outras. E espera alguém concordar com essas condições e executar a operação.

Maleabilidade de transações

A maleabilidade das transações refere-se à capacidade de um invasor modificar ou alterar o hash que identifica uma transação dentro da blockchain. Uma situação que sem dúvida pode alterar e gerar sérios problemas num sistema de pagamento como criptomoedas.

Margin Trading

Margin trading ou negociar com alavancagem é uma forma de negociação em que as posições que toma são alavancadas pela corretora ou plataformas que usa para participar nos mercados. Isso com o objetivo de multiplicar os lucros que pode ter com as suas operações de sucesso, mas ao mesmo tempo, multiplicar as suas possibilidades de perder tudo.

Master Private Key

A Chave Privada Principal ou Master Private Key é uma chave de 256 bits gerada a partir de uma frase inicial que permite a criação de um número infinito de chaves numa carteira determinística ou HD.

Master Public Key

Permite criar quantos endereços públicos desejar de uma carteira Bitcoin com base numa Chave Privada Mestre, a qual implementa um compromisso que impede que um invasor gaste o que está armazenado nessa carteira. Geralmente é usado para habilitar armazenamento e gastos offline ou seja, as operações são executadas com um computador não conectado à rede e o resultado é transportado num USB para um computador conectado à rede. É o sistema usado por carteiras físicas ou de hardware.

Masternode

É um tipo de nó responsável pelo processamento de transações de blockchain e recebe uma recompensa quando um bloco é extraído. São caracterizados porque, para executar um masternode numa rede, é necessário ter uma quantidade significativa de criptomoedas congeladas nessa rede.

Máximo histórico (mercados)

É o preço mais alto que uma criptomoeda ou qualquer outro ativo atingiu em toda a sua história. Em inglês, o acrônimo ATH (All Time High) é frequentemente usado.

Mempool

É a abreviação de Memory Pool. Conjunto de transações não confirmadas numa blockchain. Toda vez que uma transação é feita, ela é direcionada diretamente para a mempool, e os mineradores agregam grupos de transações para construir os blocos.

Merged Mining

Mineração mesclada ou mineração combinada é um protocolo que permite que dois blockchains diferentes que compartilham o mesmo protocolo de consenso e função hash sejam extraídos juntos sem perda de desempenho e mantendo um alto nível de segurança.

MimbleWimble

Este é um protocolo que procura oferecer privacidade, segurança e escalabilidade revolucionárias ao mundo das criptomoedas.

Mineração

A mineração de criptomoedas é o processo de resolver um problema matemático para proteger uma rede distribuída. A mineração é incentivada financeiramente: o minerador recebe novas criptomoedas recentemente emitidas pelo programa, além das taxas de transação que o mesmo adiciona ao bloco.

Minerador

Qualquer coisa que tente resolver o desafio matemático de uma rede blockchain baseada em Prova de Trabalho. Eles geralmente são componentes de hardware informático dedicados exclusivamente à solução desses problemas.

Mínimo histórico (mercados)

É o preço mais baixo que uma criptomoeda ou qualquer outro ativo atingiu em toda a sua história. Em inglês, o acrônimo ATL (All Time Low) é frequentemente usado.

Mixer

Um misturador de moedas é um recurso especial desenvolvido pela comunidade de criptografia para permitir que os usuários de criptomoedas sem foco no anonimato misturem as suas moedas com as de outros usuários para obter um melhor nível de privacidade e anonimato, evitando assim o rastreamento e marcação dessas moedas por entidades centralizadas e as atividades que os seus usuários tiveram com elas.

Moeda Off-Ledger

É uma moeda que é emitida fora do livro-razão e usada neste livro. Como exemplo, poderia ser um livro-razão distribuído a partir de uma moeda fiduciária nacional.

Moeda On-Ledger

É uma moeda emitida dentro do livro-razão e usada dentro dele. Qualquer criptomoeda cumpre isto, como Bitcoin, Ethereum, Litecoin, etc.

Carteira MPC

Uma carteira MPC ou carteira de computação multipartidária é um tipo especial de carteira de criptomoeda em que as chaves de acesso a ela são divididas em vários dispositivos de computador, usando um esquema de múltiplas assinaturas e testes de conhecimento zero que os torna especialmente mais seguros opções de carteira conhecidas.

Multisignal (multi-assinaturas)

São carteiras que exigem mais de uma chave para que as transações sejam autorizadas. Serve para distribuir a responsabilidade pela posse de criptomoedas e impedir roubo, manipulação ou outros sem que o resto dos membros esteja ciente disso.

Namecoin

Namecoin, é um projeto cujo objetivo é criar um sistema de identidade e DNS descentralizado e seguro usando a tecnologia blockchain.

Nano

Nano (NANO) é um projeto de criptomoeda que utiliza a tecnologia DAG ao invés de blockchain, para oferecer uma plataforma focada em pagamentos rápidos e sem comissões de qualquer tipo.

NFT (Token Não Fungível)

Os tokens NFT ou tokens não fungíveis são uma solução criada para nos permitir representar objetos com qualidades únicas, irrepetíveis e indivisíveis dentro de um blockchain.

nLockTime

nLockTime é o primeiro recurso de bloqueio de tempo que o Bitcoin tinha desde seu início e foi projetado por Satoshi Nakamoto, como uma forma de permitir transações agendadas e acionadas por parâmetros de tempo dentro do protocolo Bitcoin.

Dentro da rede blockchain, os nós são computadores que se conectam à rede e têm uma cópia atualizada da blockchain. Juntamente com os mineradores, são o garante de que a rede funciona corretamente. Os nós no Bitcoin são muito importantes porque ajudam a missão de manter a rede descentralizada.

Nó podado (Pruned Node)

Trata-se de um tipo de nó completo que nos permite tirar vantagem da sua enorme segurança, mas reduzindo os seus requisitos de armazenamento da blockchain para que possamos executá-los em praticamente qualquer dispositivo.

Nó de Semente (Seed Node)

Um nó inicial é um nó especial que permite a incorporação de novos nós à rede e mantém a força da rede o tempo todo, permitindo que eles sincronizem e obtenham uma cópia dos dados do blockchain, replicando-o e adicionando resistência e segurança à mesma.

Nonce

Significa "number that only used once" (número que foi usado apenas uma vez) e é de vital importância junto ao hash na verificação dos dados da rede blockchain do Bitcoin.

Nonce Blinding Protocol (NBP)

O protocolo nonce blinding é um protocolo projetado para melhorar a segurança de nossas carteiras de hardware ou carteiras de vários dispositivos, adicionando um mecanismo criptográfico capaz de minimizar o impacto de vulnerabilidades, como ataques de canal lateral ou ataques à cadeia de suprimentos.

nSequence

É um código de operação que permite bloqueios de tempo no Bitcoin e nos ajuda a programar certas condições nas transações que devem ser cumpridas em primeiro lugar, para que essa transação possa ser aceita permanentemente na rede. Essa programação é fornecida no campo de sequência de cada uma das transações de Bitcoin, quando solicitado.

OP_CODE

Os códigos de operação do Bitcoin Script, são uma série de instruções em linguagem de máquina que permitem a execução ou conclusão de determinadas tarefas específicas.

Urso (mercados)

Investidor com sentimento pessimista sobre o preço de mercado que espera uma queda. Os ursos estabelecem uma relação de dualidade e contraste com os touros.

OTC (Over-The-Counter)

São um tipo de operações ou transações que não operam ou estão listadas numa exchange formal. É uma forma legal de negociação usada por muitas empresas para participar num mercado de criptomoedas sem gerar reações adversas, mantendo a privacidade e economizando dinheiro em investimentos.

Output (Saída)

Numa transação de bitcoin ou criptomoeda, cada output ou saída refere-se aos endereços para os quais o dinheiro é enviado. Ou seja, as direções para as quais as moedas 'saem'.

P2P

São redes entre pares ou também chamadas ponto a ponto. Refere-se a redes descentralizadas onde as informações são partilhadas entre dois usuários, conectando-se à rede ou à Internet sem outro intermediário que não seja o software que os conecta.

Payment Channels

Os Payments Channels ou Canais de Pagamento são uma tecnologia projetada para permitir pagamentos instantâneos sem custódia entre duas ou mais pessoas que usam uma criptomoeda. Isto para oferecer uma melhor experiência de pagamento com excelente segurança e comissões muito baixas.

Plataforma de desenvolvimento (Development Plataforms)

Ambientes especiais focados no desenvolvimento e criação de aplicativos suportados dentro de uma blockchain. São sistemas de desenvolvimento em nuvem que permitem um desenvolvimento bastante ágil.

Bolinhas (DOT)

Polkadot (DOT), é um projeto inovador de blockchain que visa criar uma infraestrutura de interconexão segura entre diferentes blockchains, ao mesmo tempo em que oferece possibilidades de escalabilidade e novas funcionalidades.

Polígon (MATIC)

Polygon (MATIC) é um projeto de escalabilidade que permite que aplicativos descentralizados rodem em uma rede com comissões menores, maior velocidade e interoperabilidade com a rede Ethereum.

Pool de mineração

Combinação de recursos de vários mineradores para obter maior poder de mineração e, assim, obter maiores recompensas pela criação de blocos. Existem alguns que são públicos e outros que são privados.

PrivateSend

É um recurso do Dash que permite transações privadas. Mas não só isso, mas também as transações ditas são completamente anônimas.

Proof of Authority (PoA)

É um protocolo de consenso avançado que utiliza identidade e reputação para escolher validadores de transações dentro da sua blockchain. Isto visa ter alta escalabilidade.

Proof of Burn (PoB)

Proof of Burn (PoB) é um protocolo de consenso específico em que os mineradores ganham o poder de extrair um bloco "queimando" uma parte dos tokens que possuem na sua posse.

Proof of Stake (PoS)

Em português, pode ser traduzido por 'prova de participação' e é um sistema para validar transações numa rede baseada numa série de masternodes que armazenam criptomoedas numa wallet ou carteira.

Proof of Work (PoW)

Em português, 'prova de trabalho' é um sistema para validar transações de rede, resolvendo operações matemáticas através de equipamentos de informática especializados.

Pump

Termo em inglês que expressa um aumento notável e repentino no valor de uma criptomoeda. Podem ser causados ​​por uma pessoa ou grupo de pessoas ou por algum evento que gera um movimento massivo de compras de uma criptomoeda.

Recompensa de bloco

É a obtenção de criptomoedas após a resolução correta de um bloco. É obtido como compensação pelo trabalho realizado na validação dos blocos.

Rede centralizada

É uma rede onde as informações são distribuídas a partir de um único ponto.

Rede descentralizada

Sistema baseado em nós onde as informações são distribuídas num esquema em árvore. Os nós centrais distribuem informações para os nós intermediários e, por sua vez, podem decidir se devem ou não distribuir as informações.

Rede distribuída

Qualquer receptor de informações pode ser um remetente de informações. Os destinatários escolhem a fonte de informação que consideram. As redes sociais e mais especificamente o Twitter, podem representar esse esquema, onde o destinatário da informação também pode fornecer informações.

Replace by Fee (RBF)

Sistema para modificar uma transação não modificada. Para evitar ataques de negação de serviço, é necessário que a nova transação que substitua a anterior pague a sua comissão e a comissão da transação que deve substituir.

Rig

Uma plataforma de mineração é um arranjo de elementos de hardware, CPU, GPU, FPGA ou ASIC que foram organizados para realizar mineração de criptomoeda.

Satoshi

Um satoshi é a unidade mínima na qual um bitcoin pode ser dividido e é equivalente a 0.00000001 Bitcoin (BTC). Deve o seu nome ao nome do criador do Bitcoin, Satoshi Nakamoto.

Satoshi Nakamoto

Pseudónimo da pessoa (ou grupo de pessoas) que desenvolveu e difundiu a ideia original do Bitcoin e da primeira rede blockchain do mundo. O seu nome verdadeiro não é conhecido ou se é uma pessoa, conjunto de pessoas ou empresas.

Scrypt

É um algoritmo criptográfico mais leve e rápido que o SHA-256; portanto, o tempo de processamento é menor e são necessários componentes mais simples, como processadores e placas gráficas de uso comum. Este algoritmo depende muito mais da memória do que do poder de computação da CPU.

Security Token

Os tokens de segurança são tokens criptográficos semelhantes a qualquer outro, mas vinculados a valores mobiliários tradicionais.

Seed Phrase

A frase semente ou seed phrase refere-se a um conjunto de 12 a 24 palavras, cujo objetivo é oferecer uma forma fácil e simples de apoiar a nossa carteira de criptomoedas.

Sharding

O sharding é uma técnica informática pela qual se procura dividir um banco de dados ou rede para tornar o seu funcionamento muito mais escalável e descentralizada.

Shitcoin

É uma palavra pejorativa que se refere a uma altcoin que não possui valor ou que tem vida curta devido à inconsistência do seu código, equipe ou projeto. É um conceito pensado em inglês e consiste nas palavras shit (merda) e coin (moeda), literalmente significa: moeda de merda.

Signature Aggregation

Signature Aggregation ou Agregação de assinatura, é uma técnica criptográfica usada para juntar duas ou mais assinaturas digitais. Um processo que procura a união das mesmas de forma que representem uma assinatura digital única e válida para um documento ou informação digital, que pode ser facilmente verificável.

Smart Contracts

Também conhecido de 'contrato inteligente', é um contrato digital entre duas ou mais partes, para bens, serviços ou qualquer coisa que se possa imaginar. Uma vez cumpridos todos os requisitos, ele é automaticamente estabelecido e as partes recebem o que foi previamente acordado.

Stablecoin

Uma stablecoin é uma criptomoeda criada para que o seu valor permaneça estável.

Staking

O processo de tutoramento Consiste em adquirir criptomoedas e mantê-las trancadas em uma carteira para receber lucros ou recompensas.

SWAP (Atomic Swap)

A palavra "Troca" significa "Troca". Atomic Swap é um termo utilizado para definir uma característica que permite a troca de criptomoedas que operam em diferentes blockchains, mas sem intermediários. Por exemplo, para ir do Bitcoin ao Ethereum, atualmente é necessária uma troca centralizada, já que são blockchains diferentes. A troca atômica permitiria que você enviasse seus bitcoins para a pessoa que lhe deu ethereums em troca de uma única transação de blockchain que é refletida em ambos os blockchains.

Testnet

É uma rede secundária Bitcoin para testar criptomoedas que não têm valor real. Muito útil para desenvolvedores ou pessoas que desejam testar a rede Bitcoin sem medo de perder as suas moedas.

Timelock

Os timelocks são um dos recursos mais práticos do Bitcoin, permitindo a capacidade de programar ações de acordo com uma série de parâmetros, tornando o Bitcoin melhor que o dinheiro, um dinheiro digital totalmente programável.

Timestamp (marca de tempo)

O timestamp é uma marca de tempo que se calcula de acordo com diferentes parâmetros e contribui para a verificação das informações na rede.

To the moon

Literalmente significa: "em direção à lua". A expressão costumava dizer que o valor do Bitcoin aumentaria bastante. Agora, o seu uso é generalizado para todas as criptomoedas.

Token

No mundo das criptomoedas, um token é a representação digital do valor de um ativo (físico ou não). Há uma série de padrões para criá-los e atualmente a rede Ethereum é a que abriga mais de 80% dos tokens existentes.

Tokenização

É um processo de transformação e representação de um ativo ou objeto dentro de uma blockchain. Este processo ocorre através de uma representação digital de todas as suas propriedades para que possa ser trocado ou armazenado.

Tokenomics

Refere-se à criação de um ecossistema econômico sustentado por tokens. Este ecossistema é sustentado pelas diferentes interações possíveis com os referidos tokens e sua representação na forma de ativos reais.

Touro

Do inglês Bull. Investidor com sentimento otimista sobre o preço de mercado que espera um aumento. Os touros estabelecem uma relação de dualidade e contraste com os
ursos.

Trading

Troca de moedas em tempo real para obter lucro.

Transações confidenciais

Transações confidenciais ou Confidentials Transactions (CT) é um protocolo criptográfico do tipo Protocolo de Conhecimento Zero (ZKP), projetado para tornar as transações de criptomoeda numa blockchain privadas e anónimas.

Transaction block

Grupo de transações de rede agrupadas num bloco que recebe o seu hash e é adicionado à blockchain.

UAHF (User Activated Hard Fork)

UAHF menciona um conjunto de regras criadas por desenvolvedores que são obrigatórias e que alteram o software do nó. Permite que blocos inválidos anteriores tornem-se válidos novamente após um dia, sem a necessidade de aplicar uma maioria de hash.

Unidade de processamento gráfico (GPU)

Uma GPU é um chip dedicado ao processamento gráfico ou operações de ponto flutuante, permitindo aliviar a carga de trabalho dos processadores durante a execução de videogames, aplicativos 3D interativos ou cálculos matemáticos. Podemos encontrá-los em placas de expansão especializadas, também chamadas de placas gráficas ou integradas no mesmo pacote de processador.

Unidades de conta

As unidades de conta mencionam a capacidade de cada bitcoin de dividir até 8 casas decimais e permitir flexibilidade económica sem precedentes.

UTXO

A saída de transação UTXO ou Unspent é um dos conceitos centrais que permitem o funcionamento adequado da tecnologia blockchain que Satoshi Nakamoto desenvolveu para Bitcoin, a primeira criptomoeda do mundo.

Vanity Address

É um endereço que começa com um conjunto de caracteres escolhido pelo usuário que o cria. Na verdade, consiste num endereço 'personalizado' no Bitcoin e é obtido usando um procedimento de força bruta.

Wallet (Carteira)

É o software que permite que as criptomoedas sejam armazenadas e transacionadas sem permissão ou mediação de ninguém. Existem diferentes tipos (Web, desktop ou móvel), existem até carteiras físicas chamadas carteiras frias.

Wallet Hardware

Estão na categoria Cold Wallet e normalmente são unidades de formato USB que se conectam ao computador e permitem armazenar as nossas criptomoedas com segurança, bem como as chaves privadas. Geralmente oferecem a opção de adicionar um PIN para desbloquear a unidade.

Wallet HD (Carteira determinística hierárquica)

São uma espécie de carteira de criptomoedas que permite a utilização de uma série de códigos ou palavras mnemónicas que ajudam a recuperar a chave privada e com ela os fundos que retêm.

Wallet Móvel

Aplicativos para smartphones Android, iOS ou outro sistema operacional para terminais portáteis que nos permitem armazenar e gerir as nossas criptomoedas, além de efetuar pagamentos com rapidez e facilidade.

Wallet Paper

Processo pelo qual a chave privada de um endereço Bitcoin (ou qualquer outra criptomoeda) está no papel. Desta forma, pode enviar fundos para o endereço associado, sem correr o risco da chave privada estar num programa com conexão à Internet. Por sua vez, este processo também é uma carteira fria ou armazenamento a frio. Quando quiser recuperar o controle dos fundos, insira essa chave num cliente (da criptomoeda correspondente) com uma conexão à Internet.

wETH (Wrapped Ethereum)

WETH É um tipo especial de token ERC-20 destinado a facilitar diferentes operações de troca entre as diferentes plataformas descentralizadas que fazem parte do vasto ecossistema Ethereum.

Whitepaper

Documento técnico que descreve as principais características ou propriedades de um projeto com base na tecnologia blockchain e sua correspondente criptomoeda.

X11 (Algoritmo de Mineração)

O algoritmo de mineração X11 é um algoritmo projetado com base no uso de uma sequência de diferentes funções hash, com um único propósito: oferecer a melhor segurança possível para a mineração de criptomoedas.

Yield Farming

Yield farming ou agricultura de rendimento é uma estratégia pela qual os investidores procuram estabelecer a melhor forma de investimento para maximizar os seus lucros, alavancando as suas posições ao usar uma ou mais plataformas DeFi nas suas operações.

Anseie Finanças (YFI)

Um dos protocolos DeFi mais importantes é o Yearn Finance (YFI), um projeto que visa facilitar o acesso a estratégias de produção agrícola e mineração de liquidez na comunidade cada vez mais extensa e economicamente importante de projetos financeiros descentralizados (DeFi).

zk-SNARKs

Os zk-SNARKs são um tipo de prova criptográfica projetada para garantir a máxima privacidade possível. Para conseguir isso, os zk-SNARKs são construídos usando protocolos ou provas de conhecimento zero, uma técnica interessante que nos permite validar e verificar informações sem ter que dar acesso às mesmas.

zk-STARK

O zk-STARK é um tipo de prova criptográfica altamente segura que usa os princípios de Prova de Conhecimento Zero (ZKP) para criar dados criptografados que podem ser facilmente verificados sem revelar informações confidenciais sobre esses dados e, o melhor de tudo, com resistência à computação quântica garantindo a sua segurança num futuro não tão distante.

Zero Knowledge Protocol (ZKP)

Prova de Conhecimento Zero é um protocolo de criptografia usado para criar sistemas distribuídos altamente seguros. O ZKP permite partilhar e verificar informações sem revelar dados desnecessários.

 

Artigos relacionados

Criação de nome fantasia ou nome de marca para financeiras e correspondentes bancários

Criação de logotipos para contabilidade

Modelos de logomarca para empresas de contabilidade e consultoria

Criação de nome fantasia para escritórios de contabilidade

 

 

Fonte: Livro Dicionário dos Símbolos, por Jean Chevalier e Alain Gheerbrant, editora J.O.


Página atualizada na Agência EVEF em 05/04/2022 por Everton Ferretti